1 Samuel 10

Almeida Antiga - IBC

Samuel unge Saul como rei de Israel
1 Então Samuel tomou um vaso de azeite, e o derramou sobre a cabeça de Saul, e o beijou, e disse: Porventura não te ungiu o Senhor para ser príncipe sobre a sua herança?
2 Quando te apartares hoje de mim, encontrarás dois homens junto ao sepulcro de Raquel, no termo de Benjamim, em Zelza, os quais te dirão: Acharam-se as jumentas que foste buscar, e eis que já o teu pai deixou de pensar nas jumentas, e anda aflito por causa de ti, dizendo: Que farei eu por meu filho?
3 Então dali passarás mais adiante, e chegarás ao carvalho de Tabor; ali te encontrarão três homens, que vão subindo a Deus, a Betel, levando um três cabritos, outro três formas de pão, e o outro um odre de vinho.
4 Eles te saudarão, e te darão dois pães, que receberás das mãos deles.
5 Depois chegarás ao outeiro de Deus, onde está a guarnição dos filisteus; ao entrares ali na cidade, encontrarás um grupo de profetas descendo do alto, precedido de saltérios, tambores, flautas e harpas, e eles profetizando.
6 E o Espírito do Senhor se apoderará de ti, e profetizarás com eles, e serás transformado em outro homem.
7 Quando estes sinais te vierem, faze o que achar a tua mão para fazer, pois Deus é contigo.
8 Tu, porém, descerás adiante de mim a Gilgal, e eis que eu descerei a ter contigo, para oferecer holocaustos e sacrifícios de ofertas pacíficas. Esperarás sete dias, até que eu vá ter contigo e te declare o que hás de fazer.
9 Ao virar Saul as costas para se apartar de Samuel, Deus lhe mudou o coração em outro; e todos esses sinais aconteceram naquele mesmo dia.
10 Quando eles iam chegando ao outeiro, eis que um grupo de profetas lhes saiu ao encontro; e o Espírito de Deus se apoderou de Saul, e ele profetizou no meio deles.
11 Todos os que o tinham conhecido antes, ao verem que ele profetizava com os profetas, diziam uns aos outros: Que é que sucedeu ao filho de Quis? Está também Saul entre os profetas?
12 Então um homem dali respondeu, e disse: Pois quem é o pai deles? Pelo que se tornou em provérbio: Está também Saul entre os profetas?
13 Tendo ele acabado de profetizar, foi ao alto.
14 Depois o tio de Saul perguntou-lhe, a ele e ao seu moço: Aonde fostes?: Respondeu ele: Procurar as jumentas; e, não as tendo encontrado, fomos ter com Samuel.
15 Disse mais o tio de Saul: Declara-me, peço-te, o que vos disse Samuel.
16 Ao que respondeu Saul a seu tio: Declarou-nos, seguramente, que as jumentas tinham sido encontradas. Mas quanto ao assunto do reino, de que Samuel falara, nada lhe declarou.

O povo escolhe Saul para seu rei

17 Então Samuel convocou o povo ao Senhor em Mizpá;
18 e disse aos filhos de Israel: Assim diz o Senhor Deus de Israel: Eu fiz subir a Israel do Egito, e vos livrei da mão dos egípcios e da mão de todos os reinos que vos oprimiam.
19 Mas vós hoje rejeitastes a vosso Deus, àquele que vos livrou de todos os vossos males e angústias, e lhe dissestes: Põe um rei sobre nós. Agora, pois, ponde-vos perante o Senhor, segundo as vossas tribos e segundo os vossos milhares.
20 Tendo, pois, Samuel feito chegar todas as tribos de Israel, foi tomada a tribo de Benjamim.
21 E, quando fez chegar a tribo de Benjamim segundo as suas famílias, foi tomada a família de Matri, e dela foi tomado Saul, filho de Quis; e o procuraram, mas não foi encontrado.
22 Pelo que tornaram a perguntar ao Senhor: Não veio o homem ainda para cá? E respondeu o Senhor: Eis que se escondeu por entre a bagagem:
23 Correram, pois, e o trouxeram dali; e estando ele no meio do povo, sobressaía em altura a todo o povo desde os ombros para cima.
24 Então disse Samuel a todo o povo: Vedes já a quem o Senhor escolheu: Não há entre o povo nenhum semelhante a ele. Então todo o povo o aclamou, dizendo: Viva o rei;
25 Também declarou Samuel ao povo a lei do reino, e a escreveu num livro, e pô-lo perante o Senhor. Então Samuel despediu todo o povo, cada um para sua casa.
26 E foi também Saul para sua casa em Gibeá; e foram com ele homens de valor, aqueles cujo coração Deus tocara.
27 Mas alguns homens ímpios disseram: Como pode este homem nos livrar? E o desprezaram, e não lhe trouxeram presentes; porém ele se fez como surdo.

Referências Cruzadas

1 1Sm 9:16; 1Sm 16:13; 2Rs 9:3; 2Rs 9:6; Sl 2:12; At 13:21; Dt 32:9; Sl 78:71
2 Gn 35:19; Gn 35:20; Js 18:28
3 Gn 28:22; Gn 35:1; Gn 35:3; Gn 35:7
4 Jz 18:15
5 1Sm 10:10; 1Sm 13:3; 1Sm 9:12; Ex 15:20; Ex 15:21; 2Rs 3:15; 1Co 14:1
6 Nm 11:25; 1Sm 16:13; 1Sm 10:10; 1Sm 19:23; 1Sm 19:24
7 Ex 4:8; Lc 2:12; Jz 9:33; Jz 6:12
8 1Sm 11:14; 1Sm 11:15; 1Sm 13:4; 1Sm 13:8
9 Ez 18:30; 1Sa 10:26-27; 1Sa 11:12-13
10 1Sm 10:5; 1Sm 19:20; 1Sm 10:6
11 1Sm 19:24; Mt 13:54; Mt 13:55; Jo 7:15; At 4:13
12 Is 54:13; Jo 6:45; Jo 7:16
17 Jz 11:11; Jz 20:1; 1Sm 11:15; 1Sm 7:5; 1Sm 7:6
18 Jz 6:8; Jz 6:9
19 1Sm 8:7; 1Sm 8:19; 1Sm 12:12
20 Js 7:14; Js 7:16; Js 7:17; At 1:24; At 1:26
22 1Sm 23:2; 1Sm 23:4; 1Sm 23:10; 1Sm 23:11
23 1Sm 9:2
24 2Sm 21:6; 1Rs 1:25; 1Rs 1:39; 2Rs 11:12
25 Dt 17:14; 1Sm 8:11
26 Jz 20:14; 1Sm 11:4
27 1Sm 11:12; Dt 13:13; 2Sm 8:2; 1Rs 4:21; 1Rs 10:25; 2Cr 17:5; Sl 72:10; Mt 2:11; 1Sam 18:7-11

9 Saul se torna um novo homem. O Senhor não permitiria que Saul fosse colocado numa posição de confiança sem iluminação divina. Deveria receber um novo chamado, e o Espírito do Senhor viera sobre ele. O efeito foi que ele se transformou num novo homem. Deu o Senhor a Saul um novo espírito, outros pensamentos, objetivos e desejos diferentes dos que ele tivera antes. Essa iluminação, junto com o conhecimento espiritual de Deus, que o colocava em posição vantajosa, deveria unir sua vontade à de Jeová (CT [MM, 2002], 141; Carta 12a, 1888).
24 Pervertidas as faculdades de Saul. Saul teria inteligência e influência capazes de governar um reino, se suas faculdades tivessem sido submetidas ao controle de Deus. Mas os próprios talentos que o qualificavam para fazer o bem podiam ser usados por Satanás se submetidos ao seu poder, capacitando-o a exercer vasta influência para o mal. Ele era capaz de ser mais maléfico e mais determinado em perseguir seus intentos não santificados do que outros o eram, em virtude das faculdades superiores de coração e mente que lhe haviam sido dadas por Deus (VF [MM, 71], 149; ST, 19/10/1888).
24, 25 Amor mútuo entre Saul e Samuel. O relacionamento entre Samuel e Saul era singularmente terno. Samuel amava a Saul como se fosse seu próprio filho, ao passo que Saul, que possuía temperamento ousado e ardoroso, tinha grande reverência pelo profeta e lhe dedicava calorosa afeição e consideração. Assim, o profeta do Deus vivo, um homem cuja missão estava quase concluída, e o jovem rei, que ainda tinha diante de si toda a obra a ser feita, estavam unidos pelos laços da amizade e do respeito. Ao longo de toda a sua perversa trajetória, o rei se apegou ao profeta como se somente este pudesse salvá-lo de si mesmo (ST, 01/06/1888).