1 Samuel 6

Almeida Antiga - IBC

Os filisteus enviam a arca para fora da sua terra
1 A arca do Senhor ficou na terra dos filisteus sete meses.
2 Então os filisteus chamaram os sacerdotes e os adivinhadores para dizer-lhes: Que faremos nós da arca do Senhor? Fazei-nos saber como havemos de enviá-la para o seu lugar.
3 Responderam eles: Se enviardes a arca do Deus de Israel, não a envieis vazia, porém sem falta enviareis a ele uma oferta pela culpa; então sereis curados, e se vos fará saber por que a sua mão não se retira de vós.
4 Então perguntaram: Qual é a oferta pela culpa que lhe havemos de enviar? Eles responderam: Segundo o número dos chefes dos filisteus, cinco tumores de ouro e cinco ratos de ouro, porque a praga é uma e a mesma sobre todos os vossos príncipes.
5 Fazei, pois, imagens, dos vossos tumores, e dos ratos que andam destruindo a terra, e dai glória ao Deus de Israel; porventura aliviará o peso da sua mão de sobre vós, e de sobre vosso deus, e de sobre vossa terra:
6 Por que, pois, endureceríeis os vossos corações, como os egípcios e Faraó endureceram os seus corações? Porventura depois de os haver Deus castigado, não deixaram ir o povo, e este não se foi?
7 Agora, pois, fazei um carro novo, tomai duas vacas que estejam criando, sobre as quais não tenha vindo o jugo, atai-as ao carro e levai os seus bezerros de após elas para casa.
8 Tomai a arca de Senhor, e ponde-a sobre o carro; também metei num cofre, ao seu lado, as joias de ouro que haveis de oferecer ao Senhor como ofertas pela culpa; e assim a enviareis, para que se vá.
9 Reparai então: se ela subir pelo caminho do seu termo a Bete-Semes, foi ele quem nos fez este grande mal; mas, se não, saberemos que não foi a sua mão que nos feriu, e que isto nos sucedeu por acaso.
10 Assim, pois, fizeram aqueles homens: tomaram duas vacas que criavam, ataram-nas ao carro, e encerraram os bezerros em casa;
11 também puseram a arca do Senhor sobre o carro, bem como e cofre com os ratos de ouro e com as imagens dos seus tumores.
12 Então as vacas foram caminhando diretamente pelo caminho de Bete-Semes, seguindo a estrada, andando e berrando, sem se desviarem nem para a direita nem para a esquerda; e os chefes dos filisteus foram seguindo-as até o termo de Bete-Semes.

A arca chega a Bete-Semes

13 Ora, andavam os de Bete-Semes fazendo a sega do trigo no vale; e, levantando os olhos, viram a arca e, vendo-a, se alegraram.
14 Tendo chegado o carro ao campo de Josué, o bete-semita, parou ali, onde havia uma grande pedra. Fenderam a madeira do carro, e ofereceram as vacas ao Senhor em holocausto.
15 Nisso os levitas desceram a arca do Senhor, como também o cofre que estava junto a ela, em que se achavam as joias de ouro, e puseram-nos sobre aquela grande pedra; e no mesmo dia os homens de Bete-Semes ofereceram holocaustos e sacrifícios ao Senhor.
16 E os cinco chefes dos filisteus, tendo visto aquilo, voltaram para Ecrom no mesmo dia.
17 Estes, pois, são os tumores de ouro que os filisteus enviaram ao Senhor como oferta pela culpa: por Asdode um, por Gaza outro, por Asquelom outro, por Gate outro, por Ecrom outro.
18 Como também os ratos de ouro, segundo o número de todas as cidades dos filisteus, pertencentes aos cinco chefes, desde as cidades fortificadas até as aldeias campestres. Disso é testemunha a grande pedra sobre a qual puseram a arca do Senhor, pedra que ainda está até o dia de hoje no campo de Josué, o bete-semita.
19 Ora, o Senhor feriu os homens de Bete-Semes, porquanto olharam para dentro da arca do Senhor; feriu do povo cinquenta mil e setenta homens; então o povo se entristeceu, porque o Senhor o ferira com tão grande morticínio.
20 Disseram os homens de Bete-Semes: Quem poderia subsistir perante o Senhor, este Deus santo? E para quem subirá de nós?
21 Enviaram, pois, mensageiros aos habitantes de Quiriate-Jearim, para lhes dizerem: Os filisteus remeteram a arca do Senhor; descei, e fazei-a subir para vós.

Referências Cruzadas

2 Gn 41:8; Ex 7:11; Dn 2:2; Dn 5:7; Mt 2:4
3 Ex 23:15; Dt 16:16; Lv 5:15; Lv 5:16; 1Sm 6:9
4 1Sm 6:17; 1Sm 6:18; Js 13:3; Jz 3:3
5 1Sm 5:6; Js 7:19; Is 42:12; Ml 2:2; Jo 9:24; 1Sm 5:6; 1Sm 5:11; Sl 39:10; 1Sm 5:3; 1Sm 5:4; 1Sm 5:7
6 Ex 7:13; Ex 8:15; Ex 14:17; Ex 12:31
7 2Sm 6:3; Nm 19:2
8 1Sm 6:4; 1Sm 6:5
9 Js 15:10; 1Sm 6:3
16 Js 13:3
17 1Sm 6:4
19 Ex 19:21; Nm 4:5; Nm 4:15; Nm 4:20; 2Sm 6:7
20 2Sm 6:9; Ml 3:2
21 Js 18:14; Jz 18:12; 1Cr 13:5; 1Cr 13:6

1-5. Somente um sacrifício pode assegurar o favor divino. Os filisteus esperavam, com suas ofertas, aplacar a ira de Deus, mas ignoravam o único grande sacrifício que pode assegurar aos seres humanos pecadores o favor divino. Essas dádivas eram incapazes de fazer expiação pelo pecado, pois os ofertantes não expressavam, por meio delas, fé em Cristo (ST, 12/01/1882).

13-19. O motivo do castigo. A arca fora posta sobre a pedra que a princípio servira de altar, e diante dela sacrifícios adicionais foram oferecidos ao Senhor. … Em vez de prepararem um local conveniente para sua recepção, permitiram que ela ficasse no campo da ceifa. Como continuassem a olhar para o receptáculo sagrado, e falar acerca da maneira maravilhosa por que havia sido recuperado, começaram a conjeturar sobre onde jazia o seu poder peculiar. Finalmente, vencidos pela curiosidade, removeram a cobertura, e arriscaram-se a abri-la.
Mesmo os filisteus gentios não haviam ousado remover a sua cobertura. Anjos do Céu, invisíveis, sempre a acompanhavam em todas as suas viagens. A irreverente ousadia do povo de Bete-Semes foi prontamente punida. Muitos foram feridos de morte instantânea. — Patriarcas e Profetas, 589 (VA 118.3).

19. O espírito de irreverente curiosidade ainda existe. O espírito de irreverente curiosidade ainda existe entre os filhos dos homens. Muitos ficam ansiosos para investigar os mistérios que a sabedoria infinita achou por bem não revelar. Pelo fato de não terem evidências confiáveis nas quais basear seu raciocínio, fundamentam suas teorias em conjecturas. O Senhor tem atuado hoje em favor de Seus servos e do avanço de Sua causa tão verdadeiramente quanto atuava em prol do antigo Israel; mas a vã filosofia, o “saber, como falsamente lhe chamam” (1Tm 6:20), tem procurado destruir a fé na ação direta da Providência, atribuindo todas essas manifestações a causas naturais. Isto é um sofisma de Satanás. Ele está tentando vindicar sua autoridade na Terra por meio de poderosos sinais e maravilhas. Aqueles que ignoram ou negam as evidências especiais do poder de Deus estão preparando caminho para que o arquienganador se exalte diante das pessoas como alguém superior ao Deus de Israel.
Muitos aceitam como verdade o raciocínio desses supostos sábios, quando, em realidade, ele mina os próprios fundamentos que Deus lançou. Esses mestres são os descritos pela Inspiração, que precisam fazer-se estultos para se tornar sábios (1Co 3:18). Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios (1Co 1:27). A simplicidade das poderosas obras divinas é chamada de loucura pelos que são guiados apenas pela sabedoria humana. Eles se acham mais sábios que seu Criador, quando na verdade são vítimas da ignorância e da arrogância pueril. É isso que os mantém nas trevas da incredulidade, para que não discirnam o poder de Deus e tremam diante dEIe (ST, 19/01/1882).