1 Timóteo 4

Almeida Antiga - IBC

Preceitos diversos
1 Agora, o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos alguns apostatarão da fé, dando ouvidos a espíritos sedutores, e a doutrinas de demônios,
2 pela hipocrisia de homens que falam mentiras e têm a sua própria consciência cauterizada,
3 proibindo o casamento, e ordenando a abstinência de alimentos que Deus criou para serem recebidos com ações de graças pelos que são fiéis e que conhecem bem a verdade;
4 pois todas as coisas criadas por Deus são boas, e nada deve ser rejeitado se é recebido com ações de graças;
5 porque pela palavra de Deus e pela oração são santificadas.
6 Propondo estas coisas aos irmãos, serás bom ministro de Cristo Jesus, nutrido pelas palavras da fé e da boa doutrina que tens seguido;
7 mas rejeita as fábulas profanas e de velhas. Exercita-te a ti mesmo na piedade.
8 Pois o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, visto que tem a promessa da vida presente e da que há de vir.
9 Fiel é esta palavra e digna de toda aceitação.
10 Pois para isto é que trabalhamos e lutamos, porque temos posto a nossa esperança no Deus vivo, que é o Salvador de todos os homens, especialmente dos que creem.
11 Manda estas coisas e ensina-as.
12 # Ninguém despreze a tua mocidade, mas sê um exemplo para os fiéis na palavra, na conversação, no amor, no espírito, na pureza.
13 Até que eu venha, aplica-te à leitura, à exortação, e ao ensino.
14 Não negligencies o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do presbítero.
15 Ocupa-te destas coisas, dedica-te inteiramente a elas, para que o teu progresso seja manifesto a todos.
16 Tem cuidado de ti mesmo e do teu ensino; persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem.

Referências Cruzadas

1 Jo 16:13; 1Pe 1:20; 2Tm 3:13; Dn 11:35
2 Mt 7:15; Ef 4:19
3 1Co 7:28; Rm 14:3; Gn 1:29; Rm 14:6
4 Rm 14:14
6 2Tm 3:14; 2Tm 3:15
7 1Tm 1:4; Hb 5:14
8 1Co 8:8; Cl 2:23; 1Tm 6:6; Sl 37:4
9 1Tm 1:15
10 1Co 4:11; 1Tm 6:17; Sl 36:6
11 1Tm 6:2
12 1Co 16:11; Tt 2:7
14 2Tm 1:6; 1Tm 1:18; At 6:6
16 At 20:28; Ez 33:9; Rm 11:14

1 Desconfiar dos sentidos . Satanás é diligente estudante da Bíblia. Sabe que seu tempo é curto e procura em todos os pontos opor-se à obra do Senhor na Terra. É impossível dar uma ideia da experiência do povo de Deus que há de viver na Terra quando se misturarem a glória celestial e a repetição das perseguições do passado. Eles andarão à luz que procede do trono de Deus. Por meio dos anjos haverá constante comunicação entre o Céu e a Terra. E Satanás, rodeado de anjos maus, e declarando-se Deus, operará milagres de todas as espécies, para enganar, se possível, os próprios eleitos. O povo de Deus não encontrará sua segurança na operação de milagres; pois Satanás imitará os milagres que forem operados. O provado e experimentado povo de Deus, encontrará seu poder no sinal de que fala. Êxodo 31:12-18. Hão de postar-se do lado da palavra viva: “Está escrito”. Mateus 4:4. Essa é a única base sobre que poderão estar seguros. Os que quebraram o seu concerto com Deus estarão naquele dia sem Deus e sem esperança (CI 38.7).
Atuação disfarçada. O mesmo espírito mau que tentara a Cristo no deserto e, possuía o louco de Cafarnaum, dominava os incrédulos judeus. Para com eles, porém, assumia ar de piedade, buscando enganá-los quanto aos motivos que tinham em rejeitar o Salvador. Sua condição era mais desesperadora que a do endemoninhado; pois não sentiam necessidade de Cristo, sendo assim mantidos seguros sob o poder de Satanás. […]
Assim será na grande batalha final do conflito entre a justiça e o pecado. Ao passo que nova vida e luz e poder descem do alto sobre os discípulos de Cristo, uma vida nova está brotando de baixo, e revigorando os instrumentos de Satanás. A intensidade se está apoderando de todo elemento terrestre. Com uma sutileza adquirida através de séculos de conflito, o príncipe do mal opera disfarçadamente. Aparece vestido como anjo de luz, e multidões estão “dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios”. 1 Timóteo 4:1 (DTN 173).
12 A humildade de Timóteo. Na experiência de Timóteo encontram-se preciosas lições. Timóteo era um simples rapaz quando foi escolhido por Deus como mestre; mas tão firmes eram seus princípios, graças a uma educação correta, que se achava apto para esse encargo importante. Desempenhava suas responsabilidades com mansidão cristã. Era fiel, inabalável e verdadeiro, e Paulo o escolheu para ser seu companheiro nos trabalhos e viagens. Para que Timóteo não se sentisse menosprezado por causa de sua juventude, escreveu-lhe Paulo: “Ninguém despreze a tua mocidade” [2Tm 4:12]. Podia com segurança dar-lhe esse conselho, porque Timóteo não era presunçoso, e sempre buscava orientação.
Há muitos jovens que agem seguindo o impulso e não o são juízo. Timóteo, porém, a cada passo indagava: “Ê este o caminho do Senhor?” Não possuía talentos brilhantes, mas consagrou ao serviço de Deus todas as aptidões, e isso tomava valioso o seu trabalho. O Senhor viu em Timóteo uma mente que Ele podia moldar e modelar para a habitação do Espírito Santo.
Deus usará a juventude de hoje, como usou Timóteo, se ela se submeter à Sua direção. É privilégio nosso sermos missionários de Deus. Ele lhes pede que trabalhem em favor de seus companheiros. Selecionem aqueles que vocês sabem estar em perigo e, no amor de Cristo, procurem ajudá-los. Como poderão eles conhecer o Salvador a menos que vejam Suas virtudes em Seus seguidores? (YI, 13/02/1902; VF [MM 1971], 344).