2 Coríntios 11

Almeida Antiga - IBC

Paulo continua a sua defesa
1 Quem dera me suportásseis um pouco na minha insensatez! Sim, suportai-me ainda.
2 Porque estou zeloso de vós com zelo de Deus; pois vos desposei com um só Esposo, Cristo, para vos apresentar a ele como virgem pura.
3 Mas temo que, assim como a serpente enganou a Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos entendimentos e se apartem da simplicidade e da pureza que há em Cristo.
4 Porque, se alguém vem e vos prega outro Jesus que nós não temos pregado, ou se recebeis outro espírito que não recebestes, ou outro evangelho que não abraçastes, de boa mente o suportais!
5 Ora, julgo que em nada tenho sido inferior aos mais excelentes apóstolos.
6 Pois ainda que seja rude na palavra, não o sou contudo na ciência; antes, por todos os modos, isto vos temos demonstrado em tudo.
7 Pequei porventura, humilhando-me a mim mesmo, para que vós fôsseis exaltados, porque de graça vos anunciei o evangelho de Deus?
8 Outras igrejas despojei, recebendo delas salário, para vos servir;
9 e quando estava presente convosco, e tinha necessidade, a ninguém fui pesado; porque os irmãos, quando vieram da Macedônia, supriram a minha necessidade; e em tudo me guardei, e ainda me guardarei, de vos ser pesado.
10 Como a verdade de Cristo está em mim, não me será tirada glória nas regiões da Acaia.
11 Por que? Será porque não vos amo? Deus o sabe.
12 Ora, o que faço e ainda farei, é para cortar ocasião aos que buscam ocasião; a fim de que, naquilo em que se gloriam, sejam achados assim como nós.
13 Pois os tais são falsos apóstolos, obreiros fraudulentos, disfarçando-se em apóstolos de Cristo.
14 E não é de admirar, porquanto o próprio Satanás se disfarça em anjo de luz.
15 Não é muito, pois, que também os seus ministros se disfarcem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras.
16 Outra vez digo: ninguém me julgue insensato; mas se assim pensais, recebei-me como insensato mesmo, para que eu também me glorie um pouco.
17 O que digo, não o digo segundo o Senhor, mas como por insensatez, nesta confiança de gloriar-me.
18 Desde que muitos se gloriam segundo a carne, eu também me gloriarei.
19 Porque, sendo vós sensatos, de boa mente tolerais os insensatos.
20 Pois se alguém vos escraviza, se alguém vos devora, se alguém vos defrauda, se alguém se ensoberbece, se alguém vos fere no rosto, vós o suportais.
21 Falo com vergonha, como se nós fôssemos fracos; mas naquilo em que alguém se faz ousado, com insensatez falo, também eu sou ousado.
22 São hebreus? Também eu. São israelitas? Também eu. São descendência de Abraão? Também eu.
23 São ministros de Cristo? Falo como fora de mim, eu ainda mais: em trabalhos muito mais; em prisões muito mais; em açoites sem medida; em perigo de morte muitas vezes;
24 dos judeus cinco vezes recebi quarenta açoites menos um.
25 Três vezes fui açoitado com varas, uma vez fui apedrejado, três vezes sofri naufrágio, uma noite e um dia passei no abismo;
26 em viagens muitas vezes, em perigos de rios, em perigos de ladrões, em perigos de meus patrícios, em perigos dos gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre falsos irmãos;
27 em trabalhos e fadiga, em vigílias muitas vezes, em fome e sede, em jejuns muitas vezes, em frio e nudez.
28 Além dessas coisas exteriores, há o que diariamente pesa sobre mim, o cuidado de todas as igrejas.
29 Quem enfraquece, que eu também não enfraqueça? Quem se escandaliza, que eu me não abrase?
30 Se é preciso gloriar-me, gloriar-me-ei no que diz respeito à minha fraqueza.
31 O Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que é eternamente bendito, sabe que não minto.
32 Em Damasco, o que governava sob o rei Aretas guardava a cidade dos damascenos, para me prender;
33 mas por uma janela desceram-me num cesto, muralha abaixo; e assim escapei das suas mãos.

Referências Cruzadas

1 2Co 11:16; 2Co 5:13
2 Gl 4:17; Os 2:19; 1Co 4:15; Cl 1:28; Lv 21:13
3 Gn 3:4; Jo 8:44; Ef 6:24; Cl 2:4; Cl 2:8; 1Tm 1:3; Hb 13:9; 2Pe 3:17
4 Gl 1:7; Gl 1:8
5 1Co 15:10; 2Co 12:11; Gl 2:6
6 1Co 1:17; 1Co 2:1; 1Co 2:13; 2Co 10:10; Ef 3:4; 2Co 4:2; 2Co 5:11; 2Co 12:12
7 At 18:3; 1Co 9:6; 1Co 9:12; 2Co 10:1
9 At 20:33; 2Co 12:13; 1Ts 2:9; 2Ts 3:8; 2Ts 3:9; Fp 4:10; Fp 4:15; Fp 4:16; 2Co 12:14; 2Co 12:16
10 Rm 9:1; 1Co 9:15
11 2Co 6:11; 2Co 7:3; 2Co 12:15
12 1Co 9:12
13 At 15:24; Rm 16:18; Gl 1:7; Gl 6:12; Fp 1:15; 2Pe 2:1; 1Jo 4:1; Ap 2:2; 2Co 2:17; Fp 3:2
14 Gl 1:8
15 2Co 3:9; Fp 3:19
16 2Co 11:1; 2Co 12:6; 2Co 12:11
17 1Co 7:6; 1Co 7:12; 2Co 9:4
18 Fp 3:3; Fp 3:4
19 1Co 4:10
20 Gl 2:4; Gl 4:9
21 2Co 10:10; Fp 3:4
22 At 22:3; Rm 11:1; Fp 3:5
23 1Co 15:10; At 9:16; At 20:23; At 21:11; 2Co 6:4; 2Co 6:5; 1Co 15:30; 1Co 15:31; 1Co 15:32; 2Co 1:9
24 Dt 25:3
25 At 16:22; At 14:19; At 27:41
26 At 9:23; At 13:50; At 14:5; At 17:5; At 20:3; At 21:31; At 23:10; At 23:11; At 25:3; At 19:23
27 At 20:31; 2Co 6:5; 1Co 4:11
28 At 20:18
29 1Co 8:13; 1Co 9:22
30 2Co 12:5; 2Co 12:9; 2Co 12:10
31 Rm 1:9; Rm 9:1; 2Co 1:23; Gl 1:20; 1Ts 2:5
32 At 9:24; At 9:25

O julgar não é prerrogativa humana. O cap. 11 de 2 Coríntios contém muitas instruções. Ele nos revela que os homens que são propensos a ver as coisas segundo os olhos humanos podem cometer erros muito graves se se empenharem numa obra que Deus não designou, mas condenou. Essa obra é a de criticar, a de se colocar na cadeira de juiz e pronunciar a sentença. Quão melhor seria para o avanço espiritual de tais pessoas se elas olhassem bem para suas próprias falhas e defeitos de caráter, por meio de um exame cuidadoso de seu próprio coração, para tentarem remover de si a trave da crítica, do suspeitar mal, do falar mal, do falso testemunho, do ódio e do acusar os irmãos (Ms 142,1897).
14 Enfrentando o supremo engano de Satanás. Satanás veio como anjo de luz no deserto da tentação para enganar a Cristo; e ele não vem ao ser humano numa forma horrível como, às vezes, é representado, mas como um anjo de luz. Ele virá personificando a Jesus Cristo, operando poderosos milagres; e os homens se prostrarão e o adorarão como Jesus Cristo. Receberemos a ordem de adorar este ser, que o mundo glorificará como Cristo. O que faremos? – Digam-lhes que Cristo nos advertiu exatamente contra um inimigo assim, que é o pior adversário do ser humano, mas que afirma ser Deus; e que, quando Cristo aparecer, será com poder e grande glória, acompanhado por milhões de milhões e milhares de milhares de anjos; e que, quando Ele vier, reconheceremos Sua voz (RH, 18/12/1888).
Um teste infalível. Satanás desceu nestes últimos dias para operar com todo engano de injustiça aos que perecem. Sua majestade satânica opera milagres à vista de falsos profetas, à vista de homens, afirmando que Ele é realmente o próprio Cristo. Satanás concede seu poder aos que o ajudam em seus enganos; portanto, os que pretendem ter o grande poder de Deus só podem ser discernidos pelo grande detector, a lei de Jeová. O Senhor nos diz que, se possível, eles enganariam os próprios eleitos. As vestes de ovelha parecem ser tão reais, tão genuínas, que o lobo só pode ser reconhecido quando nos dirigimos ao grande padrão moral de Deus e descobrimos ali que eles são transgressores da lei de Jeová (FO, 45 [ed. 2012]).
Preparando-se para o ato final. Este mundo é um teatro. Os atores, os habitantes do mundo, estão se preparando para desempenhar seu papel no último grande drama. Deus é perdido de vista. Não há unidade de propósito, a não ser por parte de grupos de homens que se unem numa confederação para alcançar seus objetivos. Deus está observando. Seus propósitos com relação a Seus súditos rebeldes.se cumprirão. O mundo não foi entregue nas mãos dos homens, embora Deus esteja permitindo que elementos de confusão e desordem dominem por pouco tempo. Um poder de baixo está atuando para produzir as últimas grandes cenas do drama — Satanás vindo como Cristo e atuando com todo engano de injustiça naqueles que estão se unindo em sociedades secretas. Os que estão cedendo ao desejo de se confederar estão executando os planos do inimigo. A causa será seguida pelo efeito (Carta 141, 1902).
É exigida constante vigilância. Todo aquele que se alistou sob a bandeira ensanguentada de Cristo entrou numa guerra que exige constante vigilância. Satanás está determinado a prosseguir com a guerra até o fim. Vindo como um anjo de luz, afirmando ser o Cristo, ele enganará o mundo. Mas seu triunfo será curto. Nenhuma tormenta ou tempestade pode mover de seu lugar aqueles cujos pés estão plantados sobre os princípios da verdade eterna. Eles serão capazes de permanecer firmes nesse tempo de apostasia quase universal (Ms 74, 1903).
14, 15 Ver Ellen G. White sobre Mt 7:21-23.
23-30 A indómita coragem de Paulo. Extraiam coragem da experiência do apóstolo Paulo. Ele passou por muitas provações. Era um obreiro incansável e viajava constantemente, às vezes por regiões inóspitas, às vezes por água, em tormentas e tempestades. Sua vida foi muito mais difícil do que a nossa, pois o viajar naquele tempo não tinha as comodidades de hoje. Mas Paulo não permitia que nada o detivesse em sua obra (Carta 107, 1904).