Atos 2

Almeida Antiga - IBC

A descida do Espírito Santo
1 Ao cumprir-se o dia de Pentecostes, estavam todos concordemente no mesmo lugar.
2 De repente veio do céu um ruído, como que de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados.
3 E lhes apareceram umas línguas como que de fogo, que se distribuíam, e sobre cada um deles pousou uma.
4 E todos ficaram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito lhes concedia que falassem.
5 Habitavam então em Jerusalém judeus, homens piedosos, de todas as nações que há debaixo do céu.
6 Ouvindo-se, pois, aquele ruído, ajuntou-se a multidão; e estava confusa, porque cada um os ouvia falar na sua própria língua.
7 E todos pasmavam e se admiravam, dizendo uns aos outros: Pois quê! Não são galileus todos esses que estão falando?
8 Como é, pois, que os ouvimos falar cada um na própria língua em que nascemos?
9 Nós, partos, medos, e elamitas; e os que habitamos a Mesopotâmia, a Judeia e a Capadócia, o Ponto e a Ásia,
10 a Frígia e a Panfília, o Egito e as partes da Líbia próximas a Cirene, e forasteiros romanos, tanto judeus como prosélitos,
11 cretenses e árabes, nós os ouvimos em nossas línguas, falar das grandezas de Deus.
12 E todos pasmavam e estavam perplexos, dizendo uns aos outros: Que quer dizer isto?
13 E outros, zombando, diziam: Estão cheios de mosto.

Discurso de Pedro

14 Então Pedro, pondo-se em pé com os onze, levantou a voz e disse-lhes: Varões judeus e todos os que habitais em Jerusalém, seja-vos isto notório, e escutai as minhas palavras.
15 Pois estes homens não estão embriagados, como vós pensais, visto que é apenas a terceira hora do dia.
16 Mas isto é o que foi dito pelo profeta Joel:
17 E acontecerá nos últimos dias, diz o Senhor, que derramarei do meu Espírito sobre toda a carne; e os vossos filhos e as vossas filhas profetizarão, os vossos mancebos terão visões, os vossos anciãos terão sonhos;
18 e sobre os meus servos e sobre as minhas servas derramarei do meu Espírito naqueles dias, e eles profetizarão.
19 E mostrarei prodígios em cima no céu; e sinais embaixo na terra, sangue, fogo e vapor de fumaça.
20 O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e glorioso dia do Senhor.
21 E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.
22 Varões israelitas, escutai estas palavras: A Jesus, o nazareno, varão aprovado por Deus entre vós com milagres, prodígios e sinais, que Deus por ele fez no meio de vós, como vós mesmos bem sabeis;
23 a este, que foi entregue pelo determinado conselho e presciência de Deus, vós matastes, crucificando-o pelas mãos de iníquos;
24 ao qual Deus ressuscitou, rompendo os grilhões da morte, pois não era possível que fosse retido por ela.
25 Porque dele fala Davi: Sempre via diante de mim o Senhor, porque está à minha direita, para que eu não seja abalado;
26 por isso se alegrou o meu coração, e a minha língua exultou; e além disso a minha carne há de repousar em esperança;
27 pois não deixarás a minha alma no túmulo, nem permitirás que o teu Santo veja a corrupção;
28 fizeste-me conhecer os caminhos da vida; encher-me-ás de alegria na tua presença.
29 Irmãos, seja-me permitido dizer-vos livremente acerca do patriarca Davi que ele morreu e foi sepultado, e o seu túmulo permanece entre nós até hoje.
30 # Sendo, pois, profeta e sabendo que Deus lhe havia prometido com juramento que do fruto de seus lombos, segundo a carne, levantaria o Cristo, para o assentar sobre o seu trono,
31 prevendo isto, referiu-se à ressurreição de Cristo, que nem a sua alma foi deixada no túmulo, nem a sua carne viu a corrupção.
32 Ora, a este Jesus, Deus ressuscitou, do que todos nós somos testemunhas.
33 De sorte que, exaltado pela destra de Deus, e tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, derramou isto que vós agora vedes e ouvis.
34 Porque Davi não subiu aos céus, mas ele próprio declara: Disse JEOVÁ ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita,
35 até que eu ponha os teus inimigos por estrado de teus pés.
36 Saiba pois com certeza toda a casa de Israel que a esse mesmo Jesus, a quem vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo.

Conversão de três mil pessoas

37 E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, irmãos?
38 Pedro então lhes respondeu: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para remissão de pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo.
39 Porque a promessa é para vós, e para vossos filhos, e para todos os que estão longe: a quantos o Senhor nosso Deus chamar.
40 E com muitas outras palavras dava testemunho, e os exortava, dizendo: salvai-vos desta geração perversa.
41 Então os que receberam a sua palavra foram batizados; e naquele dia foram adicionadas quase três mil almas;
42 e perseveravam na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações.
43 Em cada alma havia temor, e muitos prodígios e sinais eram feitos pelos apóstolos.
44 Todos os que criam estavam unidos e tinham tudo em comum.
45 E vendiam suas propriedades e bens, e os repartiam por todos, segundo a necessidade de cada um.
46 E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam com alegria e singeleza de coração,
47 louvando a Deus, e obtendo graça perante todo o povo. E a cada dia o Senhor lhes acrescentava os que iam sendo salvos.

Referências Cruzadas

1 Lv 23:15; Dt 16:9; At 20:16; At 1:14; At 2:46
2 At 4:31; At 1:13
3 Ez 8:1-3
4 At 1:5; Mc 16:17; At 10:46; At 19:6; 1Co 12:10; 1Co 12:28; 1Co 12:30; 1Co 13:1; 1Co 14:2
5 Dt 16:16
6 Mc 16:17
7 At 1:11
14 Mc 16:19-20
15 1Ts 5:7
17 Is 44:3; Ez 11:19; Ez 36:27; Jl 2:28; Jl 2:29; Zc 12:10; Jo 7:38; At 10:45; At 21:9
18 At 21:4; At 21:9; At 21:10; 1Co 12:10; 1Co 12:28; 1Co 14:1
19 Jl 2:30; Jl 2:31
20 Mt 24:29; Mc 13:24; Lc 21:25
21 Rm 10:13
22 Jo 3:2; Jo 14:10; Jo 14:11; At 10:38; Hb 2:4
23 Mt 26:24; Lc 22:22; Lc 24:44; At 3:18; At 4:28; At 5:30
24 At 2:32; At 3:15; At 4:10; At 10:40; At 13:30; At 13:34; At 17:31; Rm 4:24; Rm 8:11; 1Co 6:14; 1Co 15:15; 2Co 4:14; Gl 1:1; Ef 1:20; Cl 2:12; 1Ts 1:10; Hb 13:20; 1Pe 1:21
25 Sl 16:8
29 1Rs 2:10; At 13:36
30 2Sm 7:12; 2Sm 7:13; Sl 132:11; Lc 32:69; Rm 1:3; 2Tm 2:8
31 Sl 16:10; At 13:35
32 At 2:24; At 1:8
33 At 5:31; Fp 2:9; Hb 10:12; Jo 14:26; Jo 15:26; Jo 16:7; Jo 16:13; At 1:4; At 10:45; Ef 4:8
34 Sl 110:1; Mt 22:44; 1Co 15:25; Ef 1:20; Hb 1:13
36 At 5:31
37 Zc 12:10; Lc 3:10; At 9:6; At 16:30
38 Lc 24:47; At 3:19
39 Jl 2:28; At 3:25; At 10:45; At 11:15; At 11:18; At 14:27; At 15:3; At 15:8; At 15:14; Ef 2:13; Ef 2:17
42 At 2:46; At 1:14; Rm 12:12; Ef 6:18; Cl 4:2; Hb 10:25
43 Mc 16:17; At 4:33; At 5:12
44 At 4:32; At 4:34
45 Is 58:7
46 At 1:14; Lc 24:53; At 5:42; At 20:7; Dt 16:11; Jo 17:19-23
47 Lc 2:52; At 4:33; Rm 14:18; At 5:14; At 11:24

Ler e apresentar Atos 2 Leiamos, recebamos e apresentemos a outros o segundo capítulo do livro de Atos. Precisamos de uma piedade mais profunda e da sincera mansidão do Grande Mestre. Estou instruída […] de que todo o livro de Atos é um livro de estudos para nós. Todos precisamos humilhar nosso coração e nos converter diariamente (Carta 32, 1910).
1-4 O preparo dos discípulos. Ao esperarem os discípulos pelo cumprimento da promessa, humilharam o coração em verdadeiro arrependimento e confessaram sua incredulidade. […] Os discípulos oraram com intenso fervor para serem habilitados a se aproximar dos homens, e em seu trato diário, falar palavras que levassem os pecadores a Cristo. Pondo de parte todas as divergências, todo o desejo de supremacia, uniram-se em íntima comunhão cristã (AA 19-20).
Cumprida a promessa de Cristo. Havia chegado a hora. O Espírito estivera esperando pela crucifixão, ressurreição e ascensão de Cristo. Por dez dias os discípulos fizeram suas petições pelo derramamento do Espírito, e Cristo, no Céu, acrescentou Sua intercessão. Esta foi a ocasião de Sua ascensão e empossamento: um jubileu no Céu. Ele havia ascendido ao alto, levando cativo o cativeiro, e então reivindicava o dom do Espírito para que pudesse derramá-Lo sobre Seus discípulos (The Southern Watchman, 28/11/1905).
O reservatório de poder do Céu não está fechado. Deus está disposto a nos dar uma bênção semelhante, quando a buscarmos com o mesmo fervor. O Senhor não fechou o reservatório do Céu depois de haver derramado Seu Espírito sobre os primeiros discípulos. Nós também podemos compartilhar da plenitude de Sua bênção. O Céu está repleto das riquezas de Sua graça, e os que se achegam a Deus com fé podem reivindicar tudo o que Ele prometeu. Se não temos Seu poder, é por causa de nossa letargia, indiferença e indolência espirituais. Saiamos dessa formalidade e apatia (RP [MM 1999], 23).
O Pentecostes repetido com grande poder. É com intenso anseio que aguardo o tempo em que os acontecimentos do dia de Pentecostes se repitam com maior poder do que naquela ocasião. João diz: “Vi descer do céu outro anjo, que tinha grande autoridade, e a Terra se iluminou com a sua glória” (Ap 18:1). Então, como no Pentecostes, cada pessoa ouvirá a verdade ser-lhe proferida em sua própria língua (EF, 202).
Timidez. Deus pode soprar nova vida em toda pessoa que sinceramente deseje servi-Lo, pode tocar os lábios com uma brasa viva do altar e fazer com que se tornem eloquentes para louvá-Lo. Milhares de vozes serão imbuídas com o poder de proclamar as maravilhosas verdades da Palavra de Deus. A língua hesitante será destravada, e os tímidos serão fortalecidos para dar corajoso testemunho da verdade. Que o Senhor ajude os que fazem parte de Seu povo a purificar o templo da alma de toda contaminação e a permanecer em ligação tão íntima com Ele que possam ser participantes da chuva serôdia quando esta for derramada (RH, 20/07/1886).
1-4, 14, 41 Uma colheita proveniente da semeadura de Cristo. Na obra que foi realizada no dia de Pentecostes, podemos ver o que pode ser feito pelo exercício da fé. Aqueles que creram em Cristo foram selados pelo Espírito Santo. Enquanto os discípulos estavam reunidos, “veio do céu um som, como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam assentados. E apareceram, distribuídas entre eles, línguas, como de fogo, e pousou uma sobre cada um deles” (At 2:2, 3). E Pedro se levantou entre eles e falou com grande poder. Entre os que o ouviam havia judeus devotos, que eram sinceros em sua crença. Mas o poder que acompanhava as palavras do orador os convenceu de que Cristo era de fato o Messias. Que poderosa obra foi realizada! Três mil se converteram num só dia.
A semente havia sido semeada pelo maior Mestre que o mundo já conhecera. Durante três anos e meio, o Filho de Deus havia peregrinado na terra da Judeia, proclamando a mensagem do evangelho da verdade e operando poderosos sinais e maravilhas. A semente havia sido semeada e, após Sua ascensão, ocorreu a grande colheita. Mais pessoas se converteram por meio de um único sermão no dia de Pentecostes do que se haviam convertido durante todos os anos do ministério de Cristo. Deus operará de maneira semelhantemente poderosa quando os seres humanos se entregarem ao controle do Espírito (Ms 85, 1903).
1-12 Uma segunda edição dos ensinos de Cristo. Depois de os discípulos terem recebido o batismo do Espírito Santo, os sacerdotes e as autoridades se admiraram com as palavras que eles falavam, pois os haviam conhecido como homens iletrados e incultos. Mas reconheceram que eles haviam estado com Jesus.
O ensino deles era uma segunda edição dos ensinos de Cristo, a proclamação de verdades simples e grandiosas, que lançou luz sobre mentes obscurecidas e converteu milhares num só dia. Os discípulos começaram a compreender que Cristo era seu Advogado nas cortes celestiais e que fora glorificado. Podiam falar porque o Espírito Santo lhes dava a palavra (Ms 32, 1900).
3 Fogo. A aparência de fogo significava o zelo fervente com que os apóstolos trabalhariam, e o poder que assistiria sua obra. […] Ao transpor as portas celestiais, foi Jesus entronizado em meio à adoração dos anjos. […] O derramamento pentecostal foi uma comunicação do Céu de que a confirmação do Redentor havia sido feita (AA 39).
17,18 Ver Ellen G. White sobre J12:28,29.