Daniel 12

Almeida Antiga - IBC

1 Naquele tempo se levantará Miguel, o grande príncipe que se levanta a favor dos filhos do teu povo; e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve desde que existiu nação até aquele tempo; e naquele tempo o teu povo será livrado, todo aquele que for achado escrito no livro.
2 E muitos dos que dormem no pó da terra despertarão, uns para a vida eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno.
3 E os que forem sábios resplandecerão como o fulgor do firmamento; e os que a muitos converterem para a justiça, como as estrelas, sempre e eternamente.

Encerramento

4 Tu, porém, Daniel, cerra as palavras e sela o livro, até o fim do tempo; muitos correrão de uma parte para outra, e o conhecimento se multiplicará.
5 Então eu, Daniel, olhei, e eis que estavam em pé outros dois: um, desta margem do rio, e o outro, da outra margem do rio.
6 E um disse ao homem vestido de linho, que estava por cima das águas do rio: Quanto tempo haverá até o fim destas maravilhas?
7 E ouvi o homem vestido de linho, que estava por cima das águas do rio, quando levantou ao céu a mão direita e a mão esquerda, e jurou por aquele que vive eternamente que isso seria por um tempo, dois tempos, e metade de um tempo. E quando ele tiver acabado de espalhar o poder do povo santo, todas estas coisas serão terminadas.
8 Eu, pois, ouvi, mas não entendi; por isso perguntei: Senhor meu, qual será o fim destas coisas?
9 Ele respondeu: Vai-te no teu caminho, Daniel, porque estas palavras estão cerradas e seladas até ao tempo do fim.
10 Muitos serão purificados, e embranquecidos, e provados; mas os ímpios procederão impiamente; e nenhum dos ímpios entenderá; mas os sábios entenderão.
11 E desde o tempo em que o contínuo for tirado, e estabelecida a abominação desoladora, haverá mil duzentos e noventa dias.
12 Bem-aventurado é o que espera e chega aos mil trezentos e trinta e cinco dias.
13 Tu, porém, vai-te no teu caminho até que venha o fim; pois descansarás, e estarás no teu quinhão ao fim dos dias.

Referências Cruzadas

1 Dn 10:13; Is 26:20; Rm 11:26; Ex 32:32; Is 2:17-21; Dn 8:25; At 7:56; Jo 17:9; Ap 15:1; Sl 7:6; Jr 30:7
2 Mt 25:46; Jo 5:28; Jo 5:29; At 24:15; Is 66:24; Rm 9:21; Ap 1:7; Jo 19:37
3 Dn 11:33; Dn 11:35; Pv 4:18; Mt 13:43; Tg 5:20; 1Co 15:41; 1Co 15:42
4 Dn 12:9; Ap 10:4; Dn 12:9
5 Dn 10:4; Ap 10:4;
6 Dn 10:5; Dn 8:13
7 Dt 32:40; Dn 4:34; Dn 7:25; Lc 21:24; Dn 8:24
9 Dn 12:4
10 Dn 11:35; Js 14:9; Dn 11:33; Dn 11:35
11 Dn 8:11
12 Ap 14:13
13 Dn 12:9; Is 57:2; Sl 1:5

1 Consolo para o tempo de angústia. As trevas que hão de cair em nosso caminho não deverão desanimar-nos nem levar-nos ao desespero. É o véu com que Deus cobre Sua glória, ao vir Ele para comunicar Suas ricas bênçãos. Deveríamos saber isso por nossa experiência passada. No dia em que Deus tiver uma contenda com o Seu povo, essa experiência será uma fonte de conforto e esperança (T5 215.3).
Ressurreição especial. Abrem-se sepulturas, e [v. 2]. Todos os que morreram na fé da mensagem do terceiro anjo saem do túmulo glorificados para ouvirem o concerto de paz, estabelecido por Deus com os que guardaram a Sua lei. “Os mesmos que O traspassaram” (Apocalipse 1:7), os que zombaram e escarneceram da agonia de Cristo, e os mais acérrimos inimigos de Sua verdade e povo, ressuscitam para contemplá-Lo em Sua glória, e ver a honra conferida aos fiéis e obedientes (GC 637.1).

3 Estrelas e pedras preciosas na coroa. Vivendo em devoção e sacrifício próprio ao fazer o bem a outros, vocês poderiam estar acrescentando estrelas e pedras preciosas à coroa que usarão no Céu, e poderiam estar ajuntando tesouros eternos e inextinguíveis (Ms 69, 1912).
4 O que foi selado. O livro que foi selado não foi o do Apocalipse, mas aquela parte da profecia de Daniel que se referia aos últimos dias (ME2 105).
Desde 1798, porém, o livro de Daniel foi descerrado, aumentou o conhecimento das profecias, e muitos têm proclamado a mensagem solene do juízo próximo (GC 356).
10. Os ímpios não têm entendimento. Os ímpios escolheram a Satanás como seu líder. Sob seu controle, as maravilhosas faculdades da mente são usadas para construir artefatos de destruição. Deus deu à mente humana grande poder, poder para mostrar que o Criador dotou os seres humanos com capacidade para fazer uma grande obra contra o inimigo de toda justiça, poder para mostrar que podem ser obtidas vitórias no conflito contra o mal. Aos que cumprem o propósito de Deus serão ditas as palavras: Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no pouco, sobre o muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor” [Mt 25:21]. O corpo humano tem sido usado para fazer uma obra que é uma bênção para a humanidade; e Deus é glorificado.
Mas quando aqueles a quem Deus confiou capacidades se entregam às mãos do inimigo, tornam-se um poder para destruir. Quando as pessoas não fazem de Deus o primeiro, o último e o melhor em tudo, quando não se entregam a Ele para o cumprimento de Seus propósitos, Satanás entra e usa em seu serviço as mentes que, entregues a Deus, poderiam realizar grande bem. Sob sua direção, fazem uma obra maligna com grande e magistral poder. Deus planejou que trabalhassem num elevado plano de ação, que se unissem à mente divina, e assim adquirissem uma educação que os capacitasse a realizar as obras da justiça. Mas eles nada sabem dessa educação. Estão impotentes. Suas faculdades não os guiam corretamente, pois se encontram sob o controle do inimigo (CT [MM 2002], 358; Carta 141, 1902).
13 Daniel está prestes a receber sua herança. Chegou o tempo de Daniel receber sua herança. Chegou o tempo para que a luz que lhe foi dada vá ao mundo como nunca antes. Se aqueles pelos quais o Senhor tem feito tanto andarem na luz, seu conhecimento de Cristo e das profecias relativas a Ele aumentará muito à medida que se aproximam do fim da história da Terra (Ms 176,1899).