Efésios 5

Almeida Antiga - IBC

Exortação ao amor e à pureza
1 Sede pois imitadores de Deus, como filhos amados;
2 e andai em amor, como Cristo também nos amou, e se entregou a si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave.
3 Mas a prostituição, e toda sorte de impureza ou cobiça, nem sequer se nomeie entre vós, como convém a santos,
4 nem baixaria, nem palavras vãs, nem gracejos indecentes, coisas essas que não convêm; mas antes ações de graças.
5 Porque bem sabeis isto: que nenhum mulherengo, ou impuro, ou avarento, o qual é idólatra, tem qualquer herança no reino de Cristo e de Deus.
6 Ninguém vos engane com palavras vãs; porque por estas coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência.
7 Portanto não sejais participantes com eles;
8 pois por algum tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz
9 (pois o fruto do Espírito consiste em toda a bondade, e justiça, e verdade),
10 provando o que é aceitável ao Senhor;
11 e não vos associeis às obras infrutuosas das trevas, antes, porém, condenai-as;
12 porque as coisas feitas por eles em oculto, até o dizê-las é vergonhoso.
13 Mas todas estas coisas que são condenadas se manifestam pela luz, pois tudo o que torna manifesto é luz.
14 Pelo que diz: Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre os mortos, e Cristo te dará luz.
15 Portanto, vede que andeis prudentemente, não como néscios, mas como sábios,
16 remindo o tempo, pois os dias são maus.
17 Por isso, não sejais insensatos, mas entendidos de qual seja a vontade do Senhor.
18 E não vos embriagueis com vinho, no qual há dissolução, mas enchei-vos do Espírito,
19 # falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais, cantando e melodiando ao Senhor no vosso coração,
20 sempre dando graças por tudo a Deus, o Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo,
21 sujeitando-vos uns aos outros no temor de Deus.

Os deveres do casamento

22 Vós, mulheres, submetei-vos a vossos próprios maridos, como ao Senhor;
23 porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja: e ele é o Salvador do corpo.
24 Portanto, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres o sejam em tudo a seus próprios maridos.
25 Vós, maridos, amai a vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela,
26 a fim de a santificar, e a purificar com a lavagem da água, pela palavra,
27 para apresentá-la a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem qualquer coisa semelhante, mas santa e irrepreensível.
28 Assim devem os maridos amar a suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo.
29 Pois até agora ninguém odiou a sua própria carne; antes a nutre e preza, como também o Senhor à igreja;
30 porque somos membros do seu corpo, da sua carne, e dos seus ossos.
31 Por isso deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá à sua mulher, e serão os dois uma carne.
32 Grande é este mistério, digo porém a respeito de Cristo e da igreja.
33 Todavia, assim cada um de vós, em particular, ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie seu marido.

Referências Cruzadas

1 Mt 5:45
2 Jo 13:34; Gl 1:4; Gn 8:21
3 Rm 6:13; 1Co 5:1
4 Mt 12:35; Rm 1:28
5 1Co 6:9; Cl 3:5; Gl 5:21
6 Jr 29:8; Rm 1:18; Ef 2:2; Cl 3:6
8 Is 9:2; Jo 8:12; Lc 16:8
9 Gl 5:22
10 Rm 12:2
11 1Co 5:9; Rm 6:21; Lv 19:17
12 Ef 5:3
13 Jo 3:20
14 Is 60:1; Jo 5:25
15 Cl 4:5
16 Gl 6:10; Ec 11:2; Ec 12:1
17 Cl 4:5; Rm 12:2; 1Ts 4:3; 1Ts 5:18
18 Pv 20:1; Pv 23:20; Pv 23:30
19 At 16:25
20 Sl 34:1; Hb 13:15
21 Fp 2:3; 1Pe 5:5
22 Gn 3:16; 1Co 14:34; Cl 3:18; Tt 2:5; 1Pe 3:1; Ef 6:5
23 1Co 11:3; Ef 1:22; Ef 4:15; Cl 1:18; Ef 1:23
24 Cl 3:20; Cl 3:22; Tt 2:9
25 Cl 3:19; 1Pe 3:7; Ef 5:2; At 20:28; Gl 1:4; Gl 2:20
26 Jo 3:5; Tt 3:5; Hb 10:22; 1Jo 5:6; Jo 15:3; Jo 17:17
27 2Co 11:2; Cl 1:22; Ef 1:4
30 Gn 2:23; Rm 12:5; 1Co 6:15; 1Co 12:27
31 Gn 2:24; Mt 19:5; Mc 10:7; Mc 10:8; 1Co 6:16
33 Ef 5:23; Cl 3:19; 1Pe 3:6

2 A oferta aceitável. A oferta que é feita a Deus sem um espírito de reverência e gratidão não é aceita por Ele.
É o coração humilde, grato, reverente, que torna a oferta um aroma suave, aceitável a Deus. Os filhos de Israel poderiam ter dado todas as suas posses, mas se tivessem sido dadas num espírito de suficiência própria ou farisaísmo, como se Deus estivesse em dívida para com eles pelo que estavam dando, suas ofertas não teriam sido aceitas, e teriam sido totalmente condenadas por Ele. Temos o privilégio de, ao negociar diligentemente os bens do Senhor, aumentar nossas reservas, para que possamos repartir com aqueles que caíram em dificuldade. Assim, nos tornamos a mão direita do Senhor, para executar Seus propósitos benevolentes (Ms 67, 1907).
2, 27 A vida de Cristo, um oferecimento a Deus. “Cristo nos amou”, escreve Paulo, “e Se entregou a Si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em aroma suave”.
Este é o oferecimento a Deus, em nosso favor, do dom de uma vida, para que possamos ser tudo o que Ele deseja que sejamos — representantes Seus, que expressem a fragrância de Seu caráter, Seus próprios pensamentos puros, Seus atributos divinos, conforme manifestados em Sua vida humana santificada, para que outros possam contemplá-Lo em Sua forma humana e, compreendendo o maravilhoso desígnio de Deus, ser levados a desejar ser semelhantes a Cristo: puros, incontaminados, inteiramente aceitáveis a Deus, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante (MG [MM 1974], 172; Ms 159, 1903).
9 Ver Ellen G. White sobre Gl 5:22, 23.
22 Podemos sancionar o pecado por nosso silêncio. P odemos sancionar o pecado por nosso silêncio ou presença. Como discípulos de Cristo, não nos misturemos com o mundo por mero gosto do prazer, para unir-nos a eles na tolice. Tais associações só podem trazer prejuízo. Nunca devemos sancionar o pecado por nossas palavras, ou ações, nosso silêncio ou nossa presença (DTN 98.3).
23-25 Ver Ellen G. White sobre Ap 19:7-9.
25 Apenas uma Fonte de luz. Cristo “amou a igreja e a Si mesmo Se entregou por ela” (Ef 5:25). Ela é a aquisição de Seu sangue. O divino Filho de Deus é visto andando entre os sete candeeiros de ouro. O próprio Jesus é quem abastece de óleo essas lâmpadas que ardem, quem acende a chama. “NEle, estava a vida e a vida era a luz dos homens” (Jo 1:4). Nenhum candeeiro, nenhuma igreja brilha por si mesma. De Cristo provém toda a sua luz. A igreja do Céu, hoje, é apenas o complemento da igreja da Terra; mas é mais elevada, mais grandiosa – é perfeita. A mesma iluminação divina deve continuar ao longo das eras eternas. O Deus Todo-Poderoso e o Cordeiro são a sua lâmpada. Nenhuma igreja pode ter luz se não irradiar a glória que recebe do trono de Deus (FV [MM 1959], 280; Ms 1a, 1890).
25-27.O estojo que contém Suas jóias. A igreja de Cristo é muito preciosa aos Seus olhos. É o estojo que contém Suas jóias, o aprisco que abriga Seu rebanho (FV [MM 1959], 280).
27 Alcançar a condição de impecabilidade. Apenas aqueles que, pela fé em Cristo, obedecem a todos os mandamentos de Deus, alcançarão a condição de impecabilidade na qual Adão vivia antes de sua transgressão. Eles testificam de seu amor a Cristo ao obedecerem a Seus preceitos (Ms 122, 1901).