Efésios 6

Almeida Antiga - IBC

Filhos e pais
1 Vós, filhos, obedecei a vossos pais no Senhor, porque isto é direito.
2 Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa),
3 para que te vá bem, e vivas muito tempo sobre a terra.
4 E vós, pais, não provoqueis à ira vossos filhos, mas criai-os na disciplina e admoestação do Senhor.

Servos e senhores

5 Vós, servos, sede obedientes a vossos senhores segundo a carne, com temor e tremor, na sinceridade de vosso coração, como a Cristo,
6 não servindo somente à vista, como para agradar aos homens, mas como servos de Cristo, fazendo de coração a vontade de Deus,
7 servindo de boa vontade como ao Senhor, e não como a homens.
8 Sabendo que cada um, seja escravo, seja livre, receberá do Senhor todo bem que fizer.
9 E vós, senhores, fazei o mesmo para com eles, abandonando as ameaças, sabendo que também o vosso Senhor está no céu, e que, para com ele, não há acepção de pessoas.

A armadura espiritual dos cristãos

10 Finalmente, meus irmãos, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder.
11 Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes resistir às ciladas do Diabo;
12 pois a nossa luta não é contra a carne e o sangue, mas sim contra os principados, contra as potestades, contra os dominadores das trevas desse mundo, contra a iniquidade espiritual nas alturas.
13 Portanto tomai sobre vós toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, permanecer firmes.
14 Permanecei, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça,
15 e calçando os pés com a preparação do evangelho da paz,
16 tomando, sobretudo, o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno.
17 Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus;
18 orando sempre com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando com esta finalidade, com toda a perseverança e súplica, por todos os santos,
19 e por mim, para que me seja dada a palavra, a fim de que eu abra a minha boca com intrepidez, para fazer conhecido o mistério do evangelho,
20 pelo qual sou embaixador em cadeias, para que nele eu possa falar ousadamente como devo falar.

Saudação

21 Ora, para que vós também possais saber como estou e o que estou fazendo, Tíquico, irmão amado e fiel ministro no Senhor, vos informará de tudo;
22 o qual vos enviei para este mesmo fim, para que saibais do nosso estado, e ele vos conforte o coração.
23 Paz seja com os irmãos, e amor com fé, da parte de Deus Pai e do Senhor Jesus Cristo.
24 A graça seja com todos os que amam a nosso Senhor Jesus Cristo com sinceridade. Amém.

Referências Cruzadas

1 Pv 23:22
2 Ex 20:12; Mt 15:4
4 Cl 3:21; Gn 18:19; Pv 19:28
5 Cl 3:22; 2Co 7:15; 1Cr 29:17
6 Cl 3:22; Cl 3:23; 2Tm 2:24
8 Rm 2:6; Gl 3:28
9 Cl 4:1; Lv 25:43; Jo 13:13; Rm 2:11
10 Ef 1:19
11 Rm 13:12
12 Mt 16:17; Rm 8:38; Lc 22:53; Ef 1:3
13 Ef 6:11; Ef 5:16
14 Is 11:5; Is 59:17; Jo 14:6; Jr 23:6
15 Is 52:7; Rm 10:15
16 1Jo 5:4
17 Is 59:17; Hb 4:12
18 Lc 18:1; 1Ts 5:17; Mt 26:41; Mc 13:33; 1Tm 2:1
19 Cl 4:3; 2Co 3:12
20 2Co 5:20; At 26:29; At 28:20; Ef 3:1; Fp 1:7; Fp 1:13; 2Tm 1:16; 2Tm 2:9; Fm 1:10; At 28:31; Fp 1:20
21 Cl 4:7; At 20:4
22 Cl 4:8
23 1Pe 5:14
24 Tt 2:7

4 Mais poderosa do que sermões. Pais, Deus deseja que vocês tornem sua família uma amostra da família do Céu. Guardem seus filhos. Sejam bons e ternos para com eles. Pai, mãe e filhos devem estar unidos pelos elos dourados do amor. Uma família bem ordenada, bem disciplinada, é um poder maior para demonstrar a eficiência do cristianismo do que todos os sermões do mundo. Quando pais e mães compreenderem como seus filhos os imitam, vigiarão cuidadosamente toda palavra e todo gesto (Ms 31, 1901).
Falar impaciente é pecado. Você peca toda vez que age impacientemente com teus filhos. Você peca sempre que os corrige de maneira brava. Manuscrito 2 1860
10-12 Guerreando contra poderes invisíveis. Na Palavra de Deus são apresentados dois partidos em guerra que influenciam e controlam os agentes humanos em nosso mundo. Constantemente esses dois partidos estão trabalhando com todo ser humano. Os que estão sob o controle de Deus e são influenciados pelos anjos celestiais serão capazes de discernir as atuações ardilosas dos poderes invisíveis das trevas. Aqueles que desejam estar em harmonia com os agentes celestiais devem desejar intensamente fazer a vontade de Deus. Não devem dar lugar de maneira alguma a Satanás e a seus anjos.
Mas, a menos que estejamos constantemente em guarda, seremos vencidos pelo inimigo. Embora uma solene revelação da vontade de Deus quanto a nós tenha sido feita a todos, o conhecimento de Sua vontade não coloca de lado a necessidade de se fazer a Ele fervorosas súplicas por ajuda e de se buscar diligentemente cooperar com Ele na resposta às orações que foram feitas. Ele realiza Seus propósitos por meio de instrumentos humanos (Ms 95, 1903).
11 A armadura completa é essencial. Deus deseja que todos estejam vestidos com a armadura completa, prontos para a grande inspeção (Ms 63, 1908).
12 Uma batalha contra principados e potestades. Se os seres humanos pudessem saber o número dos anjos maus, se pudessem conhecer seus ardis e atividades, haveria então muito menos orgulho e frivolidade. Satanás é o príncipe dos demônios. Os anjos maus, sobre os quais governa, cumprem-lhe as ordens. Por meio deles ele multiplica seus instrumentos por todo o mundo. Ele é que instiga todo o mal que existe em nosso mundo (LC [MM 1968], 253).
Mas embora os principados e potestades das trevas sejam muitos em número e incessantes em sua atividade, o cristão nunca deve se sentir sem esperança ou desanimado. Ele não pode esperar escapar da tentação por alguma falha na eficiência satânica. Aquele que enviou uma legião para torturar um só ser humano não pode ser repelido apenas pela sabedoria ou poder humano.
Falando de Satanás, o Senhor declara que ele não se firmou na verdade. Ele já foi belo, radiante de luz. Mas a Palavra de Deus declara a seu respeito: “Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura” (Ez 28:17).
Satanás instigou outros a se rebelarem, e depois de terem sido expulsos do Céu, ele os uniu numa confederação para fazerem todo o mal possível ao homem, como o único meio de atingirem a Deus. Excluído do Céu, ele resolveu se vingar, ferindo aqueles que eram feitura de Deus. Em torno do estandarte de rebelião que ele plantou, reuniram-se praticantes do mal de todas as gerações. Anjos maus se uniram a homens maus numa guerra contra o reino de Cristo.
O objetivo de Satanás tem sido o de reproduzir seu próprio caráter nos seres humanos. (Ms 33, 1911).
14 A couraça da justiça. Devemos pôr cada peça da armadura e, então, ficar firmes. O Senhor nos honrou ao nos escolher como Seus soldados. Lutemos bravamente por Ele, procedendo corretamente em toda transação. A retidão em todas as coisas é essencial para o bem-estar da alma. Ao lutarem pela vitória sobre todas as suas inclinações, Ele os ajudará, por Seu Santo Espírito, a serem circunspectos em todos os atos, para não darem ao inimigo oportunidade de falar mal da verdade. Coloquem como sua couraça a justiça protegida divinamente, a qual todos têm o privilégio de usar. Isso protegerá a vida espiritual de vocês (MG [MM 1974], 29; YI, 12/09/1901).
Anjos estão perto para nos proteger. E, se estivermos revestidos da armadura celestial, verificaremos que os ataques do inimigo não terão poder sobre nós. Anjos de Deus estarão ao nosso redor, para nos proteger (RP [MM 1999], 239).
15 Calçado. [Os crentes de Éfeso] sentiam a importância de sua vocação e, sob o peso da mensagem — Paz na Terra, boa vontade para com os homens — ardiam de desejo de proclamar as boas novas até nos mais remotos confins da Terra (TS3 36.3).

16 Escudo. Como anteparo à tentação, e inspiração à pureza e à verdade, nenhuma influência pode igualar à intuição da presença de Deus. “Todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos dAquele com quem temos de tratar.” “Tu és tão puro de olhos, que não podes ver o mal, e a vexação não podes contemplar.” Hebreus 4:13; Habacuque 1:13. Este conceito foi o escudo de José entre as corrupções do Egito. Às seduções da tentação era constante sua resposta: “Como pois faria eu este tamanho mal, e pecaria contra Deus?” Gênesis 39:9. Tal escudo será a fé a toda alma que a abrigue (Ed 255.3).

17 Capacete. [Cita o v. 17a]. Deus nos ordena encher o espírito com elevados e puros pensamentos. (MG 27.4).