Êxodo 11

Almeida Antiga - IBC

Deus anuncia a Moisés a morte de todos os primogênitos
1 Disse o Senhor a Moisés: Ainda mais uma praga trarei sobre Faraó, e sobre o Egito; depois ele vos deixará ir daqui; e, deixando vos ir a todos, com efeito vos expulsará daqui.
2 Fala agora aos ouvidos do povo, que cada homem peça ao seu vizinho, e cada mulher à sua vizinha, joias de prata e joias de ouro.
3 E o Senhor deu ao povo graça aos olhos dos egípcios. Além disso o varão Moisés era mui grande na terra do Egito, aos olhos dos servos de Faraó e aos olhos do povo.
4 Depois disse Moisés a Faraó: Assim diz o Senhor: à meia-noite eu sairei pelo meio do Egito;
5 e todos os primogênitos na terra do Egito morrerão, desde o primogênito de Faraó, que se assenta sobre o seu trono, até o primogênito da serva que está detrás da mó, e todos os primogênitos dos animais.
6 Pelo que haverá grande clamor em toda a terra do Egito, como nunca houve nem haverá jamais.
7 Mas contra os filhos de Israel nem mesmo um cão moverá a sua língua, nem contra homem nem contra animal; para que saibais que o Senhor faz distinção entre os egípcios e os filhos de Israel.
8 Então todos estes teus servos descerão a mim, e se inclinarão diante de mim, dizendo: Sai tu, e todo o povo que te segue as pisadas. Depois disso eu sairei. E Moisés saiu da presença de Faraó ardendo em ira.
9 Pois o Senhor dissera a Moisés: Faraó não vos ouvirá, para que as minhas maravilhas se multipliquem na terra do Egito.
10 E Moisés e Arão fizeram todas estas maravilhas diante de Faraó; mas o Senhor endureceu o coração de Faraó, que não deixou ir da sua terra os filhos de Israel.

Referências Cruzadas

1 Ex 12:31; Ex 12:33; Ex 12:29
2 Ex 3:22; Ex 12:35
3 Ex 3:21; Ex 12:36; Sl 106:46; 2Sm 7:9; Et 9:4
4 Ex 12:12; Ex 12:23; Ex 12:39; Am 5:17
5 Ex 12:12; Ex 12:29; Am 4:10
6 Ex 12:30; Am 5:17
7 Ex 8:22; Js 10:21
8 Ex 12:33; Jz 4:10; Jz 8:5; 1Rs 20:10; 2Rs 3:9
9 Ex 3:19; Ex 7:4; Ex 10:1; Ex 7:3
10 Ex 10:20; Ex 10:27; Rm 2:5; Rm 9:22

1, 8 Moisés volta destemidamente à presença do faraó. Apesar de Moisés ter sido proibido de voltar à presença do faraó, sob a ameaça de morrer se visse novamente o seu rosto, ele ainda tinha mais uma mensagem de Deus para dar ao rei rebelde. Entrou de maneira resoluta em sua presença e se colocou destemidamente diante dele para declarar-lhe a palavra do Senhor. […]
Quando Moisés falou ao rei a respeito da praga que viria sobre eles, mais terrível do que qualquer outra que já havia caído sobre o Egito, a qual faria com que todos os seus grandes oficiais se curvassem perante ele e suplicassem aos israelitas que saíssem do Egito, o rei ficou extremamente enraivecido. Irou-se porque não conseguiu intimidar Moisés e fazê-lo tremer diante de sua autoridade real. Moisés, contudo, se apoiava sobre um braço mais poderoso do que o de qualquer monarca terreno (SG3, 221, 222).