Isaías 8

Almeida Antiga - IBC

A ruína dos reinos de Israel e Síria
1 Disse-me também o Senhor: Toma uma tábua grande e escreve nela em caracteres legíveis: Maer-Salal-Has-Baz;
2 tomei pois, comigo fiéis testemunhas, a Urias sacerdote, e a Zacarias, filho de Jeberequias.
3 E fui ter com a profetisa; e ela concebeu, e deu à luz um filho; e o Senhor me disse: Põe-lhe o nome de Maer-Salal-Has-Baz.
4 Pois antes que o menino saiba dizer meu pai ou minha mãe, se levarão as riquezas de Damasco, e os despojos de Samaria, diante do rei da Assíria.
5 E continuou o Senhor a falar ainda comigo, dizendo:
6 Porquanto este povo rejeitou as águas de Siloé, que correm brandamente, e se alegrou com Rezim e com o filho de Remalias,
7 eis que o Senhor fará vir sobre eles as águas do Rio, fortes e impetuosas, isto é, o rei da Assíria, com toda a sua glória; e subirá sobre todos os seus leitos, e transbordará por todas as suas ribanceiras;
8 e passará a Judá, inundando-o, e irá passando por ele e chegará até o pescoço; e a extensão de suas asas encherá a largura da tua terra, ó Emanuel.
9 Exasperai-vos, ó povos, e sereis quebrantados; dai ouvidos, todos os que sois de terras longínquas; cingi-vos e sereis feitos em pedaços, cingi-vos e sereis feitos em pedaços;
10 Tomai juntamente conselho, e ele será frustrado; dizei uma palavra, e ela não subsistirá; porque Deus é conosco.
11 Pois assim o Senhor me falou, com sua forte mão deitada em mim, e me admoestou a que não andasse pelo caminho deste povo, dizendo:
12 Não chameis conspiração a tudo quanto este povo chama conspiração; e não temais aquilo que ele teme, nem por isso vos assombreis.
13 Ao Senhor dos exércitos, a ele santificai; e seja ele o vosso temor e seja ele o vosso assombro.
14 Então ele vos será por santuário; mas servirá de pedra de tropeço, e de rocha de escândalo, às duas casas de Israel; de armadilha e de laço aos moradores de Jerusalém.
15 E muitos dentre eles tropeçarão, e cairão, e serão quebrantados, e enlaçados, e presos.
16 Ata o testemunho, sela a lei entre os meus discípulos.
17 Esperarei no Senhor, que esconde o seu rosto da casa de Jacó, e a ele aguardarei.
18 Eis-me aqui, com os filhos que me deu o Senhor; são como sinais e portentos em Israel da parte do Senhor dos exércitos, que habita no monte Sião.
19 Quando vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os feiticeiros, que chilreiam e murmuram, respondei: Acaso não consultará um povo a seu Deus? Acaso a favor dos vivos consultará os mortos?
20 À lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, é porque não há luz neles.
21 E passarão pela terra duramente oprimidos e famintos; e, tendo fome, se agastarão, e amaldiçoarão o seu rei e o seu Deus, e olharão para cima.
22 Olharão para a terra, e verão tribulação e trevas, escuridão e angústia; e para as trevas serão empurrados.

Referências Cruzadas

1 Is 30:8; Hb 2:2
2 2Rs 16:10
4 Is 7:16; 2Rs 15:29; Is 17:3
6 Ne 3:15; Jo 9:7; Is 7:1; Is 7:2; Is 7:6
7 Is 10:12
8 Is 30:28; Is 7:14
9 Jl 3:9; Jl 3:11
10 Jó 5:12; Is 7:7; Is 7:14; At 5:38; At 5:39; Rm 8:31
12 Is 7:2; 1Pe 3:14
13 Nm 20:12; Sl 76:7; Lc 12:5
14 Mt 21:43-44; Ez 11:16; Is 28:16; Lc 2:34; Rm 9:33; 1Pe 2:8
15 Mt 21:44; Lc 20:18; Rm 9:32
17 Is 54:8; Hb 2:3; Lc 2:25; Lc 2:38
18 Hb 2:13; Sl 71:7; Zc 3:8
19 1Sm 28:8; Is 19:3; Is 29:4; Sl 106:28
20 Lc 16:29; Mq 3:6
21 Ap 16:11
22 Is 5:30; Is 9:1; Sf 1:12

12 Satanás busca aumentar a distância entre o Céu e a Terra. Os agentes satânicos estão constantemente em ação, semeando e regando as sementes de rebelião contra a lei de Deus, e Satanás está reunindo almas sob sua bandeira negra de revolta. Ele forma uma confederação com os seres humanos para lutar contra a pureza e a santidade; trabalha de maneira diligente e perseverante, aumentando o número dos que querem fazer parte de sua confederação. Por suas representações, ele busca aumentar a distância entre o Céu e a Terra, e cresce sua convicção de que conseguirá esgotar a paciência de Deus, extinguir Seu amor pelo homem e trazer condenação sobre toda a família humana (RH, 21/10/1902).
Não devemos nos unir aos que se opõem à verdade. Que os atalaias sobre os muros de Sião não se unam com aqueles que estão invalidando a verdade assim como ela é em Cristo; que não se unam com a confederação da infidelidade, do papado e do protestantismo para exaltar a tradição sobre a Bíblia, a razão sobre a revelação e o talento humano sobre a influência divina e sobre o poder vital da piedade (RH, 24/03/1896).
É necessário o toque divino. O evangelho recebe agora resoluta oposição de todos os lados. Nunca a confederação do mal foi maior do que atualmente. Os espíritos das trevas estão se aliando a agentes humanos para torná-los firmes inimigos dos mandamentos de Deus. Tradições e falsidades são exaltadas sobre as Escrituras; a razão e a ciência, sobre a revelação; o talento humano, sobre os ensinos do Espírito; formas e cerimônias, sobre o poder vital da piedade. Precisamos do toque divino (RH, 19/03/1895).