Jeremias 30

Almeida Antiga - IBC

Deus promete trazer do cativeiro o seu povo
1 A palavra que veio a Jeremias da parte do Senhor, dizendo:
2 Assim diz o Senhor, Deus de Israel: Escreve num livro todas as palavras que te falei;
3 pois eis que vêm os dias, diz o Senhor, em que farei voltar do cativeiro o meu povo Israel e Judá, diz o Senhor; e tornarei a trazê-los à terra que dei a seus pais, e a possuirão.
4 E estas são as palavras que disse o Senhor, acerca de Israel e acerca de Judá.
5 Assim, pois, diz o Senhor: Ouvimos uma voz de tremor, de temor, e não de paz.
6 Perguntai, pois, e vede, pode homem dar à luz? Por que, pois, vejo a cada homem com as mãos sobre os lombos como a que está de parto, e todos os rostos empalideceram?
7 Ah! Porque aquele dia é tão grande, de forma que nenhum é igual a ele; é tempo da angústia de Jacó; todavia, será salva dela.
8 E será naquele dia, diz o Senhor dos exércitos, que eu quebrarei seu jugo de sobre o seu pescoço, e romperei os teus grilhões. Nunca mais se servirão dele os estrangeiros;
9 mas eles servirão ao Senhor, seu Deus, como também a Davi, seu rei, que lhe levantarei.
10 Não temas pois tu, servo meu Jacó, diz o Senhor, nem te espantes, ó Israel; pois eis que te salvarei de longe, se a tua descendência da terra do seu cativeiro; e Jacó voltará, e ficará tranquilo e sossegado, e não haverá quem o atemorize.
11 Porque eu sou contigo, diz o Senhor, para te salvar; conquanto darei fim cabal a todas as nações entre as quais te espalhei; a ti, porém, não darei fim, mas castigar-te-ei com medida justa, e de maneira alguma te deixarei impune.
12 Porque assim diz o Senhor: Incurável é a tua ferida, e gravíssima a tua chaga.
13 Não há quem defenda a tua causa, para seres atado; não tens remédios curativos.
14 Todos os teus amantes se esqueceram de ti; não te procuram; pois te feri com ferida de inimigo, e com castigo de um cruel, pela multidão da tua iniquidade, porque se têm multiplicado os teus pecados.
15 Por que gritas por causa da tua aflição? Tua dor é incurável pela multidão da tua iniquidade, porque os teus pecados aumentaram é que te fiz estas coisas.
16 Portanto todos os que te devoram serão devorados, e todos os teus adversários, cada um deles, irão para o cativeiro; e os que te saqueiam serão saqueados, e a todos os que te despojam entregarei ao despojo.
17 Pois te restaurarei a saúde e te sararei das tuas feridas, diz o Senhor; porque te chamaram de Repudiada, dizendo: É Sião, à qual já ninguém procura.
18 Assim diz o Senhor: Eis que voltarei a trazer o cativeiro das tendas de Jacó, e apiedar-me-ei das suas moradas; e a cidade será reedificada sobre o seu montão, e o palácio permanecerá como habitualmente.
19 E sairá deles ação de graças e a voz dos que se alegram; e multiplicá-los-ei, e não serão poucos; glorificá-los-ei, e não serão pequenos.
20 E seus filhos, também, serão como na antiguidade, e a sua congregação será estabelecida diante de mim, e castigarei todos os que os oprimem.
21 E o seus sobres serão deles mesmos, e o seu governador sairá do meio deles; e o farei aproximar, e ele se chegará a mim. Pois quem é que aplicou seu coração para chegar-se a mim? Diz o Senhor.
22 E vós sereis o meu povo, e eu serei o vosso Deus.
23 Eis que o redemoinho do Senhor sai furiosa, um redemoinho contínuo; cairá dolorosamente sobre a cabeça dos ímpios.
24 Não retrocederá a ardente ira do Senhor, até que ele tenha executado isso, e até que tenha cumprido os desígnios do seu coração. Nos últimos dias considerareis isso.

Referências Cruzadas

3 Jr 30:18; Jr 32:44; Ez 39:25; Am 9:14; Am 9:15; Jr 16:45
6 Jr 4:31; Jr 6:24
7 Jl 2:11; Jl 2:31; Am 5:18; Sf 1:14; Dn 12:1
9 Is 55:3; Is 55:4; Ez 34:23; Ez 37:24; Os 3:5; Lc 1:69; At 2:30; At 13:23
10 Is 41:13; Is 43:5; Is 44:2; Jr 46:27; Jr 46:28; Jr 3:18
11 Am 9:8; Jr 4:27; Sl 6:1; Is 27:8; Jr 10:24; Jr 46:28
12 2Cr 36:16; Jr 15:18
13 Jr 8:22
14 Lm 1:2; Jó 13:24; Jó 16:9; Jó 19:11; Jó 30:21; Jr 5:6
15 Jr 15:18
16 Ex 23:22; Is 33:1; Is 41:11; Jr 10:25
17 Jr 33:6
18 Jr 30:3; Jr 33:7; Jr 33:11; Sl 102:13
19 Is 35:10; Is 51:11; Jr 31:4; Jr 31:12; Jr 31:13; Jr 33:10; Jr 33:11; Zc 10:8
20 Is 1:26
21 Gn 49:10; Nm 16:5
22 Jr 24:7; Jr 31:1; Jr 31:33; Jr 32:38; Ez 11:20; Ez 36:28; Ez 37:27
23 Jr 23:19; Jr 23:20; Jr 25:32
24 Gn 49:1

6 Rei dos reis. O semblante divino irradia o fulgor deslumbrante do Sol meridiano. “E no vestido e na Sua coxa tem escrito este nome: Rei dos reis e Senhor dos senhores.” Ap19:16. À Sua presença “se têm tornado macilentos todos os rostos”; sobre os que rejeitaram a misericórdia de Deus cai o terror do desespero eterno. “Derrete-se o coração, e tremem os joelhos”, “e os rostos de todos eles empalidecem.” Jeremias 30:6; Naum 2:10. (GC 641).

7. Cenas finais. A Bíblia, e a Bíblia só, dá-nos uma perspectiva correta destas coisas. Ali estão reveladas as grandes cenas finais da história de nosso mundo, acontecimentos que já estão projetando suas sombras diante de si, fazendo o ruído de sua aproximação com que a Terra trema e o coração dos homens desmaie de temor. [Isaías 24:1, 5, 8; Joel 1:15, 17, 18, 12; Jeremias 4:19, 20, 23-26; 30:7; Isaías 26:20; Salmos 91:9, 10; 50:1-3, 4, 6; Miqueias 4:10-12; v. 17, 18; Isaías 25:9, 8; 33:20, 22; 11:4].
Então se cumprirá o propósito de Deus; os princípios do Seu reino serão honrados por todos debaixo do Sol. [Isaías 60:18; 54:14].
Os profetas a quem foram reveladas estas grandes cenas, anelavam compreender sua significação. Eles “inquiriram e trataram diligentemente,… indagando que tempo ou que ocasião de tempo o Espírito de Cristo, que estava neles, indicava. … Aos quais foi revelado que, não para si mesmos, mas para nós, eles ministravam estas coisas que agora vos foram anunciadas;… para as quais coisas os anjos desejam bem atentar”. 1Pedro 1:10-12.
A nós, que nos achamos nas vésperas do seu cumprimento, de quão profunda importância, de quão vívido interesse, são estes delineamentos de coisas vindouras — fatos pelos quais, desde que nossos primeiros pais se retiraram do Éden, têm os filhos de Deus vigiado e esperado, ansiado e orado! (Ed 180-183).

O que pode ser abalado, o será. O mundo está agitado pelo espírito de guerra. A profecia do capítulo onze de Daniel atingiu quase o seu cumprimento completo. Logo se darão as cenas de perturbação das quais falam as profecias. [Isaías 24:1-8; Joel 1:15-18, 12; Jeremias 4:19, 20; Jeremias 4:23-26; v. 7]. Nem todos neste mundo tomaram o partido dos inimigos de Deus. Nem todos se tornaram desleais. Uns poucos existem que são fiéis a Deus; pois escreve João: “Aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.” Apocalipse 14:12. Logo será travada a violenta luta entre os que servem a Deus e os que O não servem. Logo tudo que pode ser abalado o será, para que permaneçam as coisas que não podem ser abaladas (T9 15.5).

17-18 Cenas finais. A Bíblia, e a Bíblia só, dá-nos uma perspectiva correta destas coisas. Ali estão reveladas as grandes cenas finais da história de nosso mundo, acontecimentos que já estão projetando suas sombras diante de si, fazendo o ruído de sua aproximação com que a Terra trema e o coração dos homens desmaie de temor. [Isaías 24:1, 5, 8; Joel 1:15, 17, 18, 12; Jeremias 4:19, 20, 23-26; 30:7; Isaías 26:20; Salmos 91:9, 10; 50:1-3, 4, 6; Miqueias 4:10-12; v. 17, 18; Isaías 25:9, 8; 33:20, 22; 11:4].
Então se cumprirá o propósito de Deus; os princípios do Seu reino serão honrados por todos debaixo do Sol. [Isaías 60:18; 54:14].
Os profetas a quem foram reveladas estas grandes cenas, anelavam compreender sua significação. Eles “inquiriram e trataram diligentemente,… indagando que tempo ou que ocasião de tempo o Espírito de Cristo, que estava neles, indicava. … Aos quais foi revelado que, não para si mesmos, mas para nós, eles ministravam estas coisas que agora vos foram anunciadas;… para as quais coisas os anjos desejam bem atentar”. 1Pedro 1:10-12.
A nós, que nos achamos nas vésperas do seu cumprimento, de quão profunda importância, de quão vívido interesse, são estes delineamentos de coisas vindouras — fatos pelos quais, desde que nossos primeiros pais se retiraram do Éden, têm os filhos de Deus vigiado e esperado, ansiado e orado! (Ed 180-183).