Mateus 1

Almeida Antiga - IBC

Genealogia de Jesus Cristo
1 Livro da genealogia de Jesus Cristo, filho de Davi, filho de Abraão.
2 Abraão gerou a Isaque; Isaque gerou a Jacó; Jacó gerou a Judá e a seus irmãos;
3 Judá gerou de Tamar a Perez e a Zera; Perez gerou a Esrom; Esrom gerou a Arão;
4 Arão gerou a Aminadabe; Aminadabe gerou a Naassom; Naassom gerou a Salmom;
5 Salmom gerou de Raabe a Boaz; este, de Rute, gerou a Obede; e Obede gerou a Jessé;
6 Jessé gerou ao rei Davi; e o rei Davi gerou a Salomão, da que fora mulher de Urias;
7 Salomão gerou a Roboão; Roboão gerou a Abias; Abias gerou a Asa;
8 Asa gerou a Josafá; Josafá gerou a Jorão; Jorão gerou a Uzias;
9 Uzias gerou a Jotão; Jotão gerou a Acaz; Acaz gerou a Ezequias;
10 Ezequias gerou a Manassés; Manassés gerou a Amom; Amom gerou a Josias;
11 Josias gerou a Jeconias e a seus irmãos, no tempo em que eles foram levados à Babilônia.
12 Depois de serem levados à Babilônia, Jeconias gerou a Salatiel; e Salatiel gerou a Zorobabel;
13 Zorobabel gerou a Abiúde; Abiúde gerou a Eliaquim; Eliaquim gerou a Azor;
14 Azor gerou a Sadoque; Sadoque gerou a Aquim; Aquim gerou a Eliúde;
15 Eliúde gerou a Eleazar; Eleazar gerou a Matã; Matã gerou a Jacó.
16 E Jacó gerou a José, marido de Maria, da qual nasceu Jesus, que se chama o Cristo.
17 Assim, todas as gerações, desde Abraão até Davi, são catorze gerações; desde Davi até ao exílio na Babilônia, são catorze gerações; e desde o exílio na Babilônia até Cristo, são catorze gerações.

Nascimento de Jesus Cristo

18 Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes que tivessem coabitado, achou-se grávida pelo Espírito Santo.
19 E José, seu marido, sendo justo e não a querendo infamar, quis deixá-la secretamente.
20 E, enquanto considerava estas coisas, eis que um anjo do Senhor lhe apareceu num sonho, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber Maria, tua mulher, pois o que nela foi gerado é do Espírito Santo;
21 ela dará à luz um filho, e tu lhe porás o nome de JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.
22 Ora, tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que fora falado pelo Senhor, por meio do profeta, dizendo:
23 Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e chamarão seu nome EMANUEL, que quer dizer: Deus conosco.
24 Tendo José despertado do sono, fez como o anjo do Senhor lhe ordenara, e recebeu sua mulher;
25 # e não a conheceu enquanto ela não deu à luz seu filho primogênito; e lhe pôs o nome de JESUS.

Referências Cruzadas

1 Lc 3:23; Sl 132:11; Is 11:1; Jr 23:5; Mt 22:42; Jo 7:42; At 2:30; At 13:23; Rm 1:3; Gn 12:3; Gn 22:18; Gl 3:16
2 Gn 21:2; Gn 21:3; Gn 25:26; Gn 29:35
3 Gn 38:27; Rt 4:18; 1Cr 2:5; 1Cr 2:9
6 1Sm 16:1; 1Sm 17:12; 2Sm 12:24
7 1Cr 3:10
10 2Rs 20:21; 1Cr 3:13
11 1Cr 3:15; 1Cr 3:16; 2Rs 24:14; 2Rs 24:15; 2Rs 24:16; 2Rs 25:11; 2Cr 36:10; 2Cr 36:20; Jr 27:20; Jr 39:9; Jr 52:11; Jr 52:15; Jr 52:28; Jr 52:29; Jr 52:30; Dn 1:2
12 1Cr 3:17; 1Cr 3:19; Ed 3:2; Ed 5:2; Ne 12:1; Ag 1:1
18 Lc 1:27; Lc 1:35
19 Dt 24:1
20 Lc 1:35
21 1Jo 3:5; Rm 1:16; Lc 1:31; At 4:12; At 5:31; At 13:23; At 13:38
23 Is 7:14
25 Ex 13:2; Lc 2:7; Lc 2:21

1, 2 Atenção dirigida para o nascimento de Jesus. O Senhor Deus impressionou os magos a irem à procura de Jesus e os guiou em seu caminho, por meio de uma estrela. O fato de a estrela os ter guiado até Jerusalém os levou a fazer verificações em Judá, pois acharam que não seria possível que os principais sacerdotes e os escribas não soubessem daquele grande evento. A chegada dos magos fez com que toda a nação ficasse sabendo do objetivo da viagem deles e dirigiu a atenção do povo para os importantes eventos que estavam ocorrendo (SP2,26).
16-18 A fidelidade teria tornado a ira inofensiva. Toda essa terrível calamidade foi permitida por Deus para humilhar o orgulho da nação judaica. Seus crimes e maldades tinham sido tão grandes que o Senhor permitiu que o ímpio Herodes os punisse dessa forma. Se eles tivessem sido menos jactanciosos e ambiciosos, se sua vida tivesse sido pura, e seus hábitos, simples e sinceros, Deus os teria preservado de serem assim humilhados e afligidos pelos inimigos. Deus teria, de maneira clara, tornado inofensiva para Seu povo a ira do rei, caso tivessem sido fiéis e perfeitos diante dEle. Mas Ele não pôde atuar de maneira especial em favor deles, pois suas obras eram aborrecíveis perante o Senhor (SP2, 28).
21 Salvador DO pecado. [cita João 3:32] assim, poucos eram os que estavam prontos a aceitá-Lo como Salvador do pecado (DTN 118.1).