Mateus 2

Almeida Antiga - IBC

Os magos em Belém
1 Ora, tendo nascido Jesus em Belém da Judeia, no tempo do rei Herodes, eis que vieram a Jerusalém magos do oriente,
2 dizendo: Onde está aquele que é nascido Rei dos judeus? Porque vimos a sua estrela do oriente e viemos adorá-lo.
3 O rei Herodes, ouvindo isso, alarmou-se, e com ele toda a Jerusalém;
4 e, convocando todos os principais sacerdotes e escribas do povo, perguntava-lhes onde havia de nascer o Cristo.
5 Responderam-lhe eles: Em Belém da Judeia; pois assim está escrito pelo profeta:
6 E tu, Belém, terra de Judá, de modo nenhum és a menor entre as principais de Judá; porque de ti sairá o Guia que há de apascentar o meu povo Israel.
7 Então Herodes chamou secretamente os magos e inquiriu deles, com precisão, acerca do tempo em que a estrela aparecera.
8 E enviando-os a Belém, disse-lhes: Ide, e perguntai diligentemente pelo menino; e, quando o tiverdes encontrado, avisai-me, para que eu também vá e o adore.
9 Havendo eles ouvido o rei, partiram; e eis que a estrela que tinham visto no oriente ia adiante deles, até que veio e parou sobre o lugar onde o menino estava.
10 Quando eles viram a estrela, regozijaram-se com grande alegria.
11 E ao entrarem na casa, viram o menino com Maria, sua mãe, e se prostraram e o adoraram. E abrindo os seus tesouros, deram-lhe presentes: ouro incenso e mirra.
12 Ora, sendo por divina revelação avisados em um sonho para não voltarem a Herodes, regressaram a sua terra por outro caminho.

Fuga para o Egito

13 Havendo eles partido, eis que um anjo do Senhor apareceu a José em sonho, dizendo: Levanta-te, toma o menino e sua mãe, e foge para o Egito; e permanece ali até que eu te fale; porque Herodes há de procurar o menino para o matar.
14 Levantando-se ele, tomou de noite o menino e sua mãe e partiu para o Egito;
15 e permaneceu lá até a morte de Herodes, para que se cumprisse o que fora falado pelo Senhor, por meio do profeta, dizendo: Do Egito chamei o meu Filho.
16 Então Herodes, vendo que fora enganado pelos magos, irou-se grandemente e mandou matar todos os meninos de Belém e de todos os seus arredores, de dois anos para baixo, segundo o tempo que com precisão inquirira dos magos.
17 Cumpriu-se então o que fora dito pelo profeta Jeremias:
18 Em Ramá se ouviu uma voz, lamentação, choro e grande pranto: Raquel chorando por seus filhos, e não querendo ser consolada, porque eles já não existem.

Volta de José e seu estabelecimento em Nazaré

19 Mas quando Herodes morreu, eis que um anjo do Senhor apareceu em sonho a José no Egito,
20 dizendo: Levanta-te, toma o menino e sua mãe e vai para a terra de Israel; porque já morreram os que atentavam contra a vida do menino.
21 Então ele se levantou, tomou o menino e sua mãe e foi para a terra de Israel.
22 Ouvindo, porém, que Arquelau reinava na Judeia em lugar de seu pai Herodes, temeu ir para lá; contudo, sendo avisado em sonho por divina revelação, retirou-se para as regiões da Galileia;
23 e veio e habitou numa cidade chamada Nazaré; para que se cumprisse o que fora dito pelos profetas: Ele será chamado nazareno.

Referências Cruzadas

1 Lc 2:4; Lc 2:6; Lc 2:7; Gn 10:30; Gn 25:6; 1Rs 4:30
2 Lc 2:11; Nm 24:17; Is 60:3
4 2Cr 36:14; 2Cr 34:13; Ml 2:7
6 Mq 5:2; Jo 7:42; Ap 2:27
11 Sl 72:10; Is 60:6; Mt 1:20
15 Os 11:1
17 Jr 31:15
22 Mt 3:13; Lc 2:39
23 Jo 1:45; Jz 13:5; 1Sm 1:11

1, 2 Os magos eram do grupo de Balaão. A luz de Deus está sempre brilhando entre as trevas do paganismo. Ao estudarem esses magos o céu estrelado, procurando sondar os mistérios ocultos em seus luminosos caminhos, viram a glória do Criador. Buscando mais claro entendimento, voltaram-se para as Escrituras dos hebreus. Guardados como tesouro havia, em sua própria terra, escritos proféticos, que prediziam a vinda de um mestre divino. Balaão pertencia aos magos, conquanto fosse em tempos profeta de Deus; pelo Espírito Santo predissera a prosperidade de Israel, e o aparecimento do Messias; e suas profecias haviam sido conservadas, de século em século, pela tradição. No Antigo Testamento, porém, a vinda do Salvador era mais claramente revelada. Os magos souberam, com alegria, que Seu advento estava próximo, e que todo o mundo se encheria do conhecimento da glória do Senhor (DTN 33.3)
O que atraiu os magos . Estes sábios haviam contemplado os céus iluminados com a luz que irradiara dos mensageiros celestiais que anunciaram o nascimento de Cristo aos pastores de Israel. Depois que a multidão angélica retornara ao Céu, uma brilhante estrela aparecera. A aparência incomum da grande e luminosa estrela, que nunca antes haviam observado, pendente no Céu como que significando um sinal, atraiu a atenção dos magos, e o Espírito de Deus moveu-os a saírem à procura dAquele que viera do Céu para visitar o mundo caído (VA 161.2).
Os homens sábios conduziram seu caminho para onde a estrela parecia guiá-los. À medida que se aproximavam da cidade de Jerusalém, a estrela foi-se apagando, e deixou de guiá-los. Raciocinaram que os judeus em Jerusalém não ignorariam o grande evento da chegada do Messias, de modo que fizeram perguntas na vizinhança da cidade (VA 162.3).

Sozinhos partiram os magos de Jerusalém. Caíam as sombras da noite quando saíram das portas, mas, para sua grande alegria viram novamente a estrela, e foram guiados a Belém (VA 164.2).

9 A estrela eram anjos. Aquela estrela era um longínquo grupo de anjos resplandecentes, mas isso os sábios ignoravam (DTN 33.4).
15 Presentes ajudaram. E, mediante as dádivas dos magos de um país gentílico, supriu o Senhor os meios para a viagem ao Egito, e a estadia em terra estranha (DTN 36.7).
22 Evitou Arquelau. Ouvindo, porém, que Arquelau reinava na Judeia em lugar de seu pai, receou que o desígnio do pai contra Cristo pudesse ser executado pelo filho (VA 165.5).
Último rei sobre o trono de Davi. [Falando do início do ministério de João Batista:] Com a remoção de Arquelau, a Judeia fora posta sob o domínio de Roma. […] [Com referência a Siló de Gn. 49.10 diz que o Messias] deveria aparecer antes de um rei deixar de reinar sobre o trono de Davi. Agora chegara o tempo. No palácio do monte de Siao senta-se um governador romano. Segundo a firme palavra do Senhor, o Cristo já nascera (DTN 61-62).