Mateus 24

Almeida Antiga - IBC

Jesus prevê a destruição de Jerusalém e sua segunda vinda
1 E Jesus saiu e retirou-se do templo. E os seus discípulos se aproximaram para lhe mostrarem os edifícios do templo.
2 E Jesus disse a eles: Não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derrubada.
3 # E estando ele assentado no monte das Oliveiras, os discípulos se aproximaram dele em particular, dizendo: Dize-nos quando serão estas coisas? E que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo.
4 E, respondendo Jesus, disse-lhes: Vede que ninguém vos engane.
5 Porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.
6 E ouvireis de guerras e rumores de guerras; vede que não vos perturbeis, porque é necessário que tudo aconteça; mas ainda não é o fim.
7 Porquanto nação se levantará contra nação, e reino contra reino; e haverá fomes, pestes e terremotos em vários lugares.
8 Mas tudo isto é o princípio das dores.
9 Então eles vos entregarão para serdes afligidos, e vos matarão; e sereis odiados por todas as nações por causa do meu nome.
10 E então muitos serão escandalizados, e entregarão uns aos outros, e odiarão uns aos outros.
11 E surgirão muitos falsos profetas, e enganarão a muitos.
12 E, por se multiplicar a iniquidade, o amor de muitos esfriará.
13 Mas aquele que perseverar até o fim, esse será salvo.
14 E este evangelho do reino será pregado no mundo inteiro, para testemunho a todas as nações; e então virá o fim.
15 Portanto, quando virdes a abominação da desolação, dita pelo profeta Daniel, estando no lugar santo, (quem lê, entenda)
16 então, os que estiverem na Judeia, fujam para os montes;
17 quem estiver no telhado, não desça para tirar de casa alguma coisa;
18 e quem estiver no campo não volte atrás para pegar a sua capa.
19 Mas ai das que estiverem grávidas, e das que amamentarem naqueles dias!
20 Mas orai para que a vossa fuga não aconteça no inverno, nem no sábado;
21 porque haverá então grande tribulação, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco haverá jamais.
22 E se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas, por causa dos escolhidos, aqueles dias serão abreviados.
23 Então, se alguém vos disser: Eis aqui o Cristo, ou ali; não acrediteis.
24 Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e operarão grandes sinais e maravilhas, para enganar, se possível, os próprios escolhidos.
25 Eis que vo-lo tenho predito.
26 Portanto, se vos disserem: Eis que ele está no deserto; não saiais. Eis que ele está no interior da casa; não acrediteis.
27 Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até o ocidente, assim será também a vinda do filho do homem.
28 Pois onde estiver o cadáver, aí se ajuntarão os abutres.
29 E logo após a tribulação daqueles dias, o sol escurecerá, a lua não dará a sua luz, as estrelas cairão do céu e os poderes dos céus serão abalados.
30 Então aparecerá o sinal do Filho do homem no céu; e, então, todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.
31 E ele enviará os seus anjos com um grande som de uma trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma a outra extremidade dos céus.

Exortação à vigilância

32 Aprendei, pois, a parábola da figueira: Quando o seu ramo já se torna tenro e as folhas brotam, sabeis que está próximo o verão.
33 Assim também vós, quando virdes todas estas coisas, sabei que está próximo, às portas.
34 Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam.
35 O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não passarão.
36 # Mas daquele dia e hora, ninguém sabe, nem os anjos do céu, senão somente meu Pai.
37 E como os dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem.
38 Porquanto, assim como nos dias anteriores ao dilúvio ficavam comendo, bebendo, casando e dando-se em casamento, até o dia em que Noé entrou na arca,
39 e não souberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos; assim será também a vinda do Filho do homem.
40 Então, estarão dois homens no campo; um será levado e o outro será deixado;
41 duas estarão trabalhando no moinho, uma será levada e a outra será deixada.
42 Vigiai, portanto; porque não sabeis a hora que vem o vosso Senhor.
43 Mas sabei isto, que se o dono da casa soubesse em que vigília da noite viria o ladrão, vigiaria e não deixaria que fosse arrombada a sua casa.

A parábola dos dois servos

44 Portanto, ficai prontos vós também; porque à hora em que não pensais, o Filho do homem vem.
45 Quem é, pois, o servo fiel e prudente, a quem seu senhor pôs sobre sua casa, para dar-lhes o sustento a seu tempo?
46 Bem-aventurado aquele servo a quem o seu senhor, quando vier, achar fazendo assim.
47 Em verdade vos digo que o porá sobre todos os seus bens.
48 Mas se aquele servo mau disser no seu coração: Meu senhor tarda em vir,
49 e começar a espancar os seus conservos, e a comer e beber com os bêbados,
50 virá o senhor daquele servo num dia em que não o espera, e numa hora em que ele não sabe,
51 e corta-lo-á ao meio, e lhe dará a sua parte com os hipócritas; ali haverá choro e ranger de dentes.

Referências Cruzadas

1 Mc 13:1-37; Lc 21:5
2 1Rs 9:7; Jr 26:18; Mq 3:12; Lc 19:44
3 Mc 13:3; 1Ts 5:1
4 Ef 5:6; Cl 2:8; Cl 2:18; 2Ts 2:3; 1Jo 4:1
5 Mt 24:24; Jr 14:14; Jr 23:21; Jr 23:25; Jo 5:43; Mt 24:11
7 2Cr 15:6; Is 19:2; Ag 2:22
9 Mt 10:17; Mc 13:9; Lc 21:12; Jo 15:20; Jo 16:2; At 4:2; At 4:3; At 7:59; At 12:1; 1Pe 4:16; Ap 2:10; Ap 2:13
10 Mt 11:6; Mt 13:57; 2Tm 1:15; 2Tm 4:10; 2Tm 4:16
11 Mt 7:15; At 20:29; 2Pe 2:1; Mt 24:5; Mt 24:24; 1Tm 4:1
13 Mt 10:22; Mc 13:13; Hb 3:6; Hb 3:14; Ap 2:10
14 Mt 4:23; Mt 9:35; Rm 10:18; Cl 1:6; Cl 1:23
15 Mc 13:14; Lc 21:20; Dn 9:27; Dn 12:11; Dn 9:23; Dn 9:25
19 Lc 23:29
21 Dn 9:26; Dn 12:1; Jl 2:2
22 Is 65:8; Is 65:9; Zc 14:2; Zc 14:3
23 Mc 13:21; Lc 17:23; Lc 21:8
24 Mt 24:5; Mt 24:11; Dt 13:1; 2Ts 2:9; 2Ts 2:10; 2Ts 2:11; Ap 13:13; Jo 6:37; Jo 10:28; Jo 10:29; Rm 8:28; Rm 8:29
27 Lc 17:24
28 Jó 39:30; Lc 17:37
29 Dn 7:11; Dn 7:12; Is 13:10; Am 5:20; Am 8:9; Mc 13:24; Lc 21:25
30 Dn 7:13; Zc 12:12; Mt 16:27
31 Mt 13:41; 1Co 15:52; 1Ts 4:16; Hc 3:6; Dn 8:8; Mt 25:32
32 Lc 21:29
33 Tg 5:9
34 Mt 16:28; Mt 23:36; Mc 13:30; Lc 21:32
35 Sl 102:26; Is 51:6; Jr 31:35; Jr 31:36; Mt 5:18; Mc 13:31; Lc 21:33; Hb 1:11
36 Mc 13:32; At 1:7; 1Ts 5:2; 2Pe 3:10; Zc 14:7
38 Gn 6:3; Gn 6:4; Gn 6:5; Gn 7:5; Lc 17:26; 1Pe 3:20
40 Lc 17:34
42 Mt 25:13; Mc 13:33; Lc 21:39
43 Lc 12:39; 1Ts 5:2; 2Pe 3:10; Ap 3:3; Ap 16:15
44 Mt 25:13; 1Ts 5:6
45 Lc 12:42; At 20:28; 1Co 4:2; Hb 3:5; Mt 7:24
46 Ap 16:15
47 Mt 25:21; Mt 25:23; Lc 22:29
51 Mt 8:12; Mt 25:30

2 Anjos fizeram a obra de destruição. Os homens continuarão a erigir edifícios dispendiosos, que custem milhões. Será dada especial atenção à sua beleza arquitetônica e à firmeza e solidez com que são construídos, mas o Senhor me informou que, não obstante a extraordinária firmeza e o dispendioso aparato, esses edifícios terão o mesmo fim que o templo de Jerusalém. Aquela magnífica estrutura caiu. Anjos de Deus foram enviados para fazer a obra de destruição, de forma que não ficasse pedra sobre pedra que não fosse derrubada (EF, 112; Ms 35, 1906).
15 Profanação do santo. O mundo protestante erigiu um sábado idólatra no lugar em que devia estar o sábado do Senhor, e está andando nas pisadas do Papismo. Por essa razão, vejo a necessidade de o povo de Deus se mudar das cidades para campos retirados [lugares], onde possam cultivar a terra e produzir sua própria provisão. Assim poderão criar os filhos com hábitos simples e salutares. Vejo a necessidade de se apressarem para terem todas as coisas prontas para a crise (VC 30.4).
21 A perseguição da igreja foi abreviada. Deus, em misericórdia para com Seu povo, abreviou o tempo de sua dolorosa prova. Predizendo a “grande tribulação” a sobrevir à igreja, disse o Salvador: [v. 22]. Pela influência da Reforma, a perseguição veio a termo antes de 1798 (GC 266.4).

23, 24 Como conhecer um falso cristo.
Necessitamos estar ancorados em Cristo, arraigados e alicerçados à fé [Ef 3:17]. Satanás opera mediante agentes. Escolhe aqueles que não têm estado a beber das águas vivas, cuja alma está sedenta de novidades e coisas estranhas, e que estão sempre prontos a beber de qualquer fonte que se apresente. Ouvir-se-ão vozes dizendo: “Eis aqui o Cristo!”, ou: “Ei-Lo ali!”; porém, não devemos crer nelas. Temos inequívocas evidências da voz do Pastor verdadeiro, e Ele está nos chamando a segui-Lo. Ele diz: “Tenho guardado os mandamentos de Meu Pai” (Jo 15:10). Conduz Suas ovelhas no caminho da humilde obediência à lei de Deus, mas nunca as anima na transgressão dessa lei.
“A voz dos estranhos” (Jo 10:5) é a voz de alguém que nem respeita nem obedece à santa, justa e boa lei de Deus. Muitos têm grandes pretensões à santidade e se gabam das maravilhas que operam curando os doentes, quando não consideram essa grande norma de justiça. Mas, pelo poder de quem são essas curas efetuadas? Acham-se os olhos de alguma das duas partes abertos a suas transgressões da lei? Tomam eles sua posição como filhos humildes, obedientes e prontos a obedecer a todas as reivindicações de Deus? João testifica dos professos filhos de Deus: “Aquele que diz: Eu O conheço e não guarda os Seus mandamentos é mentiroso, e nele não está a verdade” (1Jo 2:4).
Ninguém precisa ser enganado. A lei de Deus é tão sagrada como Seu trono e, por ela, será julgado todo ser humano que vem ao mundo. Não há outra norma pela qual provar o caráter. “Se eles não falarem desta maneira, jamais verão a alva” (Is 8:20). Ora, será o caso resolvido segundo a Palavra de Deus, ou hão de as pretensões dos homens receber crédito? Cristo diz: “Pelos seus frutos os conhecereis” (Mt 7:20). Se aqueles que realizam curas acham-se dispostos, por causa dessas manifestações, a desculpar sua negligência da lei de Deus e a continuar na desobediência, ainda que possuam poder em qualquer e toda extensão, não significa que possuam o grande poder de Deus. Ao contrário, é o poder operador de milagres do grande enganador. Ele é transgressor da lei moral e emprega todo ardil que possa usar para cegar as pessoas ao verdadeiro caráter da lei. Somos advertidos de que, nos últimos dias, ele trabalhará com sinais e prodígios de mentira. E continuará esses prodígios até ao fim da graça, para que os indique como prova de que ele é um anjo de luz e não de trevas.
Irmãos, precisamos acautelar-nos com a pretendida santidade que permite a transgressão da lei de Deus. Não podem ser santificados aqueles que pisam essa lei e que julgam a si mesmos segundo uma norma que eles próprios criaram (ME2, 50, 51).
24 Ver Ellen G. White sobre Mt 7:21-23; 2Co 11:14.
29 Sol e lua se escureceram. Em seguida a esta perseguição, segundo as palavras de Cristo, o Sol deveria escurecer-se. A 19 de maio de 1780 cumpriu-se esta profecia. […] Depois de meia-noite as trevas se desvaneceram, e a Lua, ao tornar-se visível, tinha a aparência de sangue (GC 306-307).

Chuva de meteoros sem precedentes. Esta profecia teve cumprimento surpreendente e impressionante na grande chuva meteórica de 13 de novembro de 1833. Aquela foi a mais extensa e maravilhosa exibição de estrelas cadentes que já se tem registrado, “achando-se então o firmamento inteiro, sobre todos os Estados Unidos, durante horas, em faiscante comoção! (GC 333.2).

30. Ver Ellen G. White sobre Mt 28:2-4.
34 Qual geração. [Cit v. 32, 33.] […] Ele diz daqueles que vêem estas coisas: “Não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam” (DTN 446.3).