Provérbios 3

Almeida Antiga - IBC

Guia para o jovem
1 Filho meu, não te esqueças da minha instrução, e o teu coração guarde os meus mandamentos;
2 porque eles te darão longevidade de dias, e anos de vida e paz.
3 Não se afastem de ti a benignidade e a fidelidade; ata-as ao teu pescoço, escreve-as na tábua do teu coração;
4 assim acharás favor e bom entendimento à vista de Deus e dos homens.
5 Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento.
6 Reconhece-o em todos os teus caminhos, e ele endireitará as tuas veredas.
7 Não sejas sábio a teus próprios olhos; teme ao Senhor e aparta-te do mal.
8 Isso será saúde para a tua carne; e refrigério para os teus ossos.
9 Honra ao Senhor com os teus bens, e com as primícias de toda a tua renda;
10 assim se encherão de fartura os teus celeiros, e trasbordarão de mosto os teus lagares.
11 Filho meu, não rejeites a disciplina do Senhor, nem te enojes da sua repreensão;
12 porque o Senhor repreende aquele a quem ama, assim como o pai ao filho a quem quer bem.
13 Feliz é o homem que acha sabedoria, e o homem que adquire entendimento;
14 pois melhor é o lucro que ela dá do que o lucro da prata, e a sua renda do que o ouro.
15 Mais preciosa é do que as joias, e nada do que possas desejar é comparável a ela.
16 longevidade de dias há na sua mão direita; na sua esquerda riquezas e honra.
17 Os seus caminhos são caminhos de delícias, e todas as suas veredas são paz.
18 É árvore da vida para os que dela lançam mão, e bem-aventurado é todo aquele que a retém.
19 O Senhor pela sabedoria fundou a terra; pelo entendimento estabeleceu o céu.
20 Pelo seu conhecimento se fendem os abismos, e as nuvens destilam o orvalho.
21 Filho meu, não se apartem estas coisas dos teus olhos: guarda a verdadeira sabedoria e o bom siso;
22 assim serão elas vida para a tua alma, e adorno para o teu pescoço.
23 Então andarás seguro pelo teu caminho, e não tropeçará o teu pé.
24 Quando te deitares, não temerás; sim, tu te deitarás e o teu sono será suave.
25 Não temas o pavor repentino, nem a assolação dos ímpios quando vier.
26 Porque o Senhor será a tua confiança, e guardará os teus pés de serem presos.
27 Não negues o bem a quem de direito, estando no teu poder fazê-lo.
28 Não digas ao teu próximo: Vai, e volta, amanhã to darei; tendo-o tu contigo.
29 Não maquines o mal contra o teu próximo, que habita contigo confiadamente.
30 Não contendas com um homem, sem motivo, não te havendo ele feito o mal.
31 Não tenhas inveja do homem violento, nem escolhas nenhum de seus caminhos.
32 Porque o perverso é abominação para o Senhor, mas com os retos está o seu segredo.
33 A maldição do Senhor habita na casa do ímpio, mas ele abençoa a habitação dos justos.
34 Ele escarnece dos escarnecedores, mas dá graça aos humildes.
35 Os sábios herdarão honra, mas a exaltação dos loucos se converte em ignomínia.

Referências Cruzadas

1 Dt 8:1; Dt 30:16; Dt 30:20
2 Sl 119:165
3 Ex 13:9; Dt 6:8; Pv 6:21; Pv 7:3; Jr 17:1; 2Co 3:3
4 Sl 111:10; 1Sm 2:26; Rm 14:18
5 Sl 37:3; Sl 37:5; Jr 9:23
6 1Cr 28:9; Jr 10:23
7 Rm 12:16; Jó 1:1
8 Jó 21:24
9 Ex 22:29; Ex 23:19; Ex 34:26
10 Dt 28:8
11 Jó 5:17; Ap 3:19
12 Dt 8:5
13 Pv 8:34; Pv 8:35
14 Jó 28:13; Sl 19:10; Pv 2:4; Pv 8:11; Pv 8:19
15 Mt 13:44
16 Pv 8:18
17 Mt 11:29; Mt 11:30
18 Gn 2:9
19 Sl 104:24; Pv 8:27
20 Gn 1:9; Dt 33:28; Jó 36:28
22 Pv 1:9
23 Sl 37:24; Sl 91:11; Sl 91:12; Pv 10:9
24 Lv 26:6; Sl 3:5; Sl 4:8
25 Sl 91:5; Sl 112:7
27 Rm 13:7; Gl 6:10
28 Lv 19:13; Dt 24:15
30 Rm 12:18
31 Sl 37:1; Sl 73:3; Pv 24:1
32 Sl 25:14
33 Lv 26:14; Sl 37:22; Zc 5:4; Ml 2:2; Sl 1:3
34 Tg 4:6; 1Pe 5:5

6 Deus nos guia ao fazermos Sua vontade. Deus não disse que daria o Espírito Santo aos que O pedissem? E este Espírito não é um guia real, verdadeiro e autêntico? Parece que alguns têm receio de aceitar o que Deus afirma, como se isso fosse presunção de sua parte. Oram para que o Senhor nos ensine e, no entanto, temem acreditar na empenhada palavra de Deus e crer que temos sido ensinados por Ele. Contanto que nos dirijamos a nosso Pai celestial humildemente e com um espírito susceptível de ser ensinado, dispostos e ansiosos por aprender, por que havemos de duvidar de que Deus cumpra Sua promessa? Nem por um momento vocês devem duvidar dEle, desonrando-O assim.
Depois de buscar conhecer a vontade de Deus, a parte que lhes cabe é crer que serão conduzidos, guiados e abençoados no cumprimento de Sua vontade. Talvez duvidemos de nós mesmos, temendo interpretar mal os Seus ensinos, mas tornem até isso um assunto de oração, e confiem nEle, sim, confiem nEle ao máximo, no sentido de que o Espírito Santo os levará a interpretar corretamente Seus planos e a atuação de Sua providência (RP [MM 1999], 114).
Foi Cristo quem guiou os israelitas através do deserto, e é Cristo que está guiando Seu povo hoje, mostrando-lhes onde e como trabalhar (Carta 335, 1904).
13, 14 O significado da sabedoria perdurável. A verdadeira sabedoria é um tesouro tão perdurável como a própria eternidade. Muitas pessoas que o mundo chama de sábias o são apenas a seus próprios olhos. Satisfeitas com a aquisição da sabedoria mundana, nunca entram no jardim de Deus para se familiarizarem com os tesouros do conhecimento contidos em Sua Santa Palavra. Eles se julgam sábios, mas são ignorantes no que diz respeito à sabedoria que precisam possuir todos quantos hão de obter a vida eterna. Nutrem desprezo pelo livro de Deus, o qual, se estudado e obedecido, os tornaria verdadeiramente sábios. A Bíblia é para eles um mistério impenetrável. As verdades maravilhosas e profundas do Antigo e do Novo Testamento são obscuras para eles, porque as coisas espirituais não são por eles discernidas espiritualmente. Precisam aprender que o temor do Senhor é o princípio da sabedoria e que, sem essa sabedoria, seu saber é de pouco valor.
Os que estão se esforçando para obter educação na área das ciências, mas que não aprenderam a lição de que o temor do Senhor é o princípio da sabedoria, estão trabalhando sem proveito e sem perspectiva de sucesso, questionando a realidade de tudo. Eles podem adquirir educação nas ciências, mas, a menos que alcancem conhecimento da Bíblia e de Deus, não possuem a verdadeira sabedoria. Pessoas iletradas, que conhecem a Deus e a Jesus Cristo, possuem sabedoria mais duradoura que os mais cultos que desprezam a instrução de Deus (JMM [MM 2009], 98).
17 A devoção a Deus promove saúde e felicidade. Diz o sábio que os caminhos da sabedoria “são caminhos deliciosos, e todas as suas veredas, paz” (Pv 3:17) Muitos têm a impressão de que a devoção a Deus seja prejudicial à saúde e à radiante felicidade nas relações sociais da vida. Porém, os que andam no caminho da sabedoria e da santidade descobrem que “a piedade para tudo é proveitosa, porque tem a promessa da vida que agora é e da que há de ser” (1Tm 4:8). Estão vivos para a satisfação dos prazeres reais da vida, enquanto não se afligem com vão remorso por causa do mau emprego do tempo, nem com a depressão ou o terror mental, como ocorre muitas vezes com o mundano quando não está entretido em algum prazer excitante. […]
A piedade não conflita com as leis da saúde, mas está em harmonia com elas. Tivessem os seres humanos sido sempre obedientes à lei dos Dez Mandamentos, tivessem posto em prática os princípios desses dez preceitos, não existiria a maldição das doenças que inundam agora o mundo. […] Aquele cuja mente está calma e satisfeita em Deus se encontra no caminho certo para a saúde (CS, 627, 628).