Salmos 147

Almeida Antiga - IBC

Exortação a louvar ao Senhor pela sua bondade
1 Louvai ao Senhor; porque é bom cantar louvores ao nosso Deus; pois isso é agradável, e decoroso é o louvor.
2 O Senhor edifica Jerusalém, congrega os dispersos de Israel;
3 sara os quebrantados de coração, e cura-lhes as feridas;
4 conta o número das estrelas, chamando-as a todas pelos seus nomes.
5 Grande é o nosso Senhor, e de grande poder; não há limite ao seu entendimento.
6 O Senhor eleva os humildes, e humilha os perversos até a terra.
7 Cantai ao Senhor em ação de graças; com a harpa cantai louvores ao nosso Deus.
8 Ele é que cobre o céu de nuvens, que prepara a chuva para a terra, e que faz produzir erva sobre os montes;
9 que dá aos animais o seu alimento, e aos filhos dos corvos quando clamam.
10 Não se deleita na força do cavalo, nem se compraz nas pernas do homem.
11 O Senhor se compraz nos que o temem, nos que esperam na sua benignidade.
12 Louva, ó Jerusalém, ao Senhor; louva, ó Sião, ao teu Deus.
13 Porque ele fortalece as trancas das tuas portas; abençoa aos teus filhos dentro de ti.
14 Ele é quem estabelece a paz nas tuas fronteiras; quem do mais fino trigo te farta;
15 quem envia o seu mandamento pela terra; a sua palavra corre mui velozmente.
16 Ele dá a neve como lã, asperge a geada como cinza,
17 e lança o seu gelo em pedaços; quem pode resistir ao seu frio?
18 Manda a sua palavra, e os derrete; faz soprar o vento, e correm as águas;
19 ele revela a sua palavra a Jacó, os seus estatutos e as suas ordenanças a Israel.
20 Não fez assim a nenhuma das outras nações; e, quanto às suas ordenanças, elas não as conhecem. Louvai ao Senhor!

Referências Cruzadas

1 Sl 92:1; Sl 135:3; Sl 33:1
2 Sl 102:16; Dt 30:3
3 Sl 51:17; Et 57:15; Lc 4:18
4 Gn 15:5; Is 40:26
5 1Cr 16:25; Sl 48:1; Sl 96:4; Sl 145:3; Na 1:3; Is 40:28
6 Sl 146:8; Sl 146:9
8 Jó 38:26; Jó 38:27
9 Jó 38:41
10 Sl 33:16; Sl 33:17; Sl 33:18
14 Is 60:17; Is 60:18; Sl 132:15; Dt 32:14; Sl 81:16
15 Jó 37:12
16 Jó 37:6
18 Sl 147:15; Jó 37:10
19 Dt 33:2; Dt 33:3; Dt 33:4; Ml 4:4
20 Dt 4:32; Dt 4:33; Dt 4:34; Rm 3:1; Rm 3:2

4 O mundo é só um ponto. Ele fez a noite, pondo em ordem as cintilantes estrelas no firmamento. Chama todas elas pelo nome. Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra de Suas mãos, mostrando ao homem que este pequenino mundo não passa de um ponto na criação de Deus (FV [MM 1959], 24).
8, 16-18 As operações da natureza são servas de Deus. Dificilmente se encontra uma operação da natureza à qual a Palavra de Deus não faça referência. […] [ver SI 147:8, 16-18; 135:7].
Estas palavras da Santa Escritura nada dizem de leis da natureza independentes. Deus fornece a matéria e as propriedades com as quais são executados os Seus planos. Emprega Seus instrumentos para que a vegetação cresça. Manda o orvalho e a chuva e o sol, para que a relva germine e estenda sobre a terra seu tapete verde; para que os arbustos e as árvores frutíferas desabrochem os botões e produzam. Não se pode supor que seja posta em ação uma lei para que a semente opere por si mesma, para que a folha apareça por si mesma. Deus instituiu leis, mas estas são apenas instrumentos mediante os quais Ele produz resultados. É pela imediata atuação de Deus que cada pequenina semente irrompe através da terra e surge para a vida. Cada folha cresce e toda flor desabrocha pelo poder de Deus (ME1, 294).
20 Ficar perto de Deus. Devemos conservar-nos bem perto de nosso grande Líder, ou ficaremos confundidos, e perderemos de vista a Providência que governa sobre a igreja e o mundo e sobre todo o indivíduo. Haverá profundos mistérios nos tratos divinos. Podemos perder as pegadas de Deus, e seguir a nossa própria confusão, dizendo: Teus juízos não são conhecidos; mas se o coração for fiel a Deus, tudo se tornará claro (TM 432.3).