Salmos 56

Almeida Antiga - IBC

Davi roga a Deus que o livre dos seus inimigos // Micão de Davi para o músico-mor sobre Jonate Elém-Recoquim, quando os filisteus o prenderam em Gate
1 Compadece-te de mim, ó Deus, pois homens me calcam aos pés e, pelejando, me afligem o dia todo.
2 Os meus inimigos me calcam aos pés o dia todo, pois são muitos os que insolentemente pelejam contra mim.
3 No dia em que eu temer, hei de confiar em ti.
4 Em Deus, cuja palavra eu louvo, em Deus ponho a minha confiança e não terei medo;
5 Todos os dias torcem as minhas palavras; todos os seus pensamentos são contra mim para o mal.
6 Ajuntam-se, escondem-se, espiam os meus passos, como que aguardando a minha morte.
7 Escaparão eles por meio da sua iniquidade? Ó Deus, derruba os povos na tua ira!
8 Tu contaste as minhas aflições; põe as minhas lágrimas no teu odre; não estão elas no teu livro?
9 No dia em que eu te invocar retrocederão os meus inimigos; isto eu sei, que Deus está comigo.
10 Em Deus, cuja palavra eu louvo, no Senhor, cuja palavra eu louvo,
11 em Deus ponho a minha confiança, e não terei medo; que me pode fazer o homem?
12 Sobre mim estão os votos que te fiz, ó Deus; eu te oferecerei ações de graças;
13 pois tu livraste a minha alma da morte. Não livraste também os meus pés de tropeçarem, para que eu ande diante de Deus na luz da vida?

Referências Cruzadas

Sl 16:1; 1Sm 21:11
1 Sl 57:1
2 Sl 54:5; Sl 57:3
4 Sl 56:10; Sl 56:11; Sl 118:6
6 Sl 59:3; Sl 71:10
8 Ml 3:16
9 Rm 8:31
10 Sl 56:4
13 Sl 116:8; Jó 33:30

Linguagem do coração de Davi. No dia em que eu temer, hei de confiar em Ti” (Salmos 56:3) — era a linguagem de seu coração (PP 510.1).