Escolha uma Página

Zacarias 14

Almeida Antiga - IBC

O julgamento final
1 Eis que vem o dia do Senhor, e os teus despojos se repartirão no meio de ti.
2 Pois eu ajuntarei todas as nações contra Jerusalém para batalharem; e a cidade será tomada, e as casas saqueadas, e as mulheres forçadas; e metade da cidade sairá para o cativeiro mas o resíduo do povo não será exterminado da cidade.
3 Então o Senhor sairá, e pelejará contra estas nações, como quando pelejou no dia da batalha.
4 Naquele dia estarão os seus pés sobre o monte das Oliveiras, que está defronte de Jerusalém para o oriente; e o monte das Oliveiras será fendido pelo meio, rumo ao oriente e rumo ao ocidente e haverá um vale muito grande; e metade do monte se removerá para o norte, e a outra metade dele para o sul.
5 E fugireis ao vale dos montes, pois o vale dos montes chegará até Azel; sim, e fugireis assim como fugistes de diante do terremoto nos dias de Uzias, rei de Judá. Então virá o Senhor meu Deus, e todos os santos contigo.
6 E acontecerá, naquele dia, que a luz nem será clara nem escura:
7 Mas será um dia que será conhecido do Senhor; nem dia nem noite; mas acontecerá que à tarde haverá luz.
8 Naquele dia acontecerá que correrão de Jerusalém águas vivas, metade delas para o mar anterior, e metade delas para o mar de posterior; no verão e no inverno sucederá isso.
9 E o Senhor será rei sobre toda a terra; naquele dia haverá um só Senhor, e seu nome, um só.
10 Toda a terra se tornará em planície, desde Geba até Rimom, ao sul de Jerusalém; ela será exaltada, e habitada no seu lugar, desde a porta de Benjamim até o lugar da primeira porta, até a porta da esquina, e desde a torre de Hananel até os lagares do rei.
11 E homens habitarão nela, e não haverá mais destruição completa; mas Jerusalém será habitada em segurança.

A exaltação de Jerusalém

12 Esta será a praga com que o Senhor ferirá todos os povos que têm guerreado contra Jerusalém: apodrecer-se-á a sua carne, estando eles de pé, e se lhes apodrecerão os olhos nas suas órbitas, e a língua se lhes apodrecerá na boca,
13 E acontecerá naquele dia que haverá da parte do Senhor um grande tumulto entre eles; e pegará cada um nas mãos do seu próximo, e cada um levantará a mão contra o seu próximo.
14 Também Judá pelejará contra Jerusalém; e se ajuntarão as riquezas de todas as nações circunvizinhas, ouro e prata, e vestidos em grande abundância.
15 Assim será a praga dos cavalos, da mula, dos camelos e dos jumentos e de todos os animais que estiverem nestas tendas, como esta praga.
16 E acontecerá que todos os que restarem de todas as nações que vieram contra Jerusalém, subirão de ano em ano para adorarem o Rei, o Senhor dos exércitos, e para guardarem a festa dos tabernáculos.
17 E sucederá que qualquer das famílias da terra que não subir a Jerusalém, para adorar o Rei, o Senhor dos exércitos, não cairá sobre ela a chuva.
18 E, se a família do Egito não subir, nem vier quem não tem chuva; virá a praga com que o Senhor ferirá as nações que não subirem para guardar a festa dos tabernáculos.
19 Esse será o castigo do Egito, e o castigo de todas as nações que não subirem a guardar a festa dos tabernáculos.
20 Naquele dia estará gravado sobre as campainhas dos cavalos: SANTIDADE AO SENHOR; e as panelas na casa do Senhor serão como as bacias diante do altar.
21 Sim, todas as panelas em Jerusalém e Judá serão santidade ao Senhor dos exércitos; e todos os que sacrificarem virão, e delas tomarão, e nelas cozerão. Naquele dia não haverá mais cananeu na casa do Senhor dos exércitos.

Referências Cruzadas

1 Is 13:9; Jl 2:31
2 Jl 3:2; Is 13:16
4 Ez 11:23; Jl 13:12; Jl 13:14
5 Am 1:1; Mt 16:27; Mt 24:30; Mt 24:31; Jl 3:11
7 Ap 22:5; Mt 24:36; Is 30:26
8 Ez 47:1; Jl 2:20
9 Dn 2:44; Ef 4:5; Ef 4:6
10 Is 40:4; Zc 12:6; Ne 3:1
11 Jr 31:40; Jr 23:6
13 1Sm 14:15; 1Sm 14:20; Jz 7:22; 2Cr 20:23; Ez 38:21; Ez 38:21
14 Ez 39:10; Ez 39:17
15 Zc 14:12
16 Is 60:6; Is 60:7; Is 60:9; Is 66:23; Lv 23:34; Lv 23:43; Ne 8:14; Os 12:9; Jo 7:2
17 Is 60:12
18 Dt 11:10
20 Is 23:18
21 Is 35:8; Jl 3:17; Ap 21:27; Ap 22:15; Ef 2:19; Ef 2:20; Ef 2:21; Ef 2:22

1 Se você não trabalhar rápido, [v. 1] (Carta 4, 1859).
12, 13 Destruição de Ezequiel 9 O sinal de livramento foi posto sobre aqueles “que suspiram e que gemem por causa de todas as abominações que se cometem.” Agora sai o anjo da morte, representado na visão de Ezequiel pelos homens com as armas destruidoras, aos quais é dada a ordem: [Ezequiel 9:1-6]. A obra de destruição se inicia entre os que professaram ser os guardas espirituais do povo. Os falsos vigias são os primeiros a cair. Ninguém há de quem se compadecer ou a quem poupar. Homens, mulheres, donzelas e criancinhas perecem juntamente. [Isaías 26:21; v. 12,13] Na desvairada contenda de suas próprias e violentas paixões, e pelo derramamento terrível da ira de Deus sem mistura, sucumbem os ímpios habitantes da Terra — sacerdotes, governadores e povo, ricos e pobres, elevados e baixos. [Jeremias 25:33] (GC 656.3).